Tire as dúvidas sobre concursos que exigem nível superior de escolaridade

Lia Salgado fala sobre exigência de formação específica para a área fiscal

Lia Salgado responde perguntas dos internautas sobre concursos que exigem nível superior de escolaridade.

Área fiscal

O internauta Cesar Alexandre tem dúvidas sobre a formação exigida em concursos para o cargo de auditor fiscal. Segundo ele, a Prefeitura de Florianópolis e a Secretaria de Fazenda do Rio Grande do Sul pediram formação específica na área. No processo do RS, por exemplo, o edital exigiu bacharelado em ciências jurídicas e sociais, ciências econômicas, ciências contábeis, administração, engenharia ou tecnologia da informação. "Isso é uma tendência nos concursos para fiscais? É preocupante para quem optou por essa área e não possui a graduação requerida, apenas o nível superior?", pergunta.

Lia diz que o candidato não deve se preocupar. Segundo ela, os casos citados são pontuais e boa parte dos concursos para a área fiscal não exige graduação específica, como Receita Federal, Secretaria da Fazenda do Rio Janeiro, Secretaria da Fazenda de São Paulo, Secretaria da Fazenda do Mato Grosso do Sul, Prefeitura de São Paulo, entre outros.

Para alterar a formação exigida em processos como esses, seria necessário mudar a lei que rege o cargo de auditor fiscal, o que não é tão simples, explica.

"Além disso, não há indícios de que somente servidores com as formações que você citou sejam capazes de desempenhar bem a atividade. Ao contrário, o que eu observo é que a diversidade de formações na equipe de fiscais permite uma visão ampla e abrangente dos problemas que surgem, facilitando a busca de soluções", completa a colunista. Ela lembra que todos precisam comprovar conhecimentos específicos para serem aprovados no concurso.

Lia afirma ainda que a área fiscal passa por um momento bastante atípico, por causa da quantidade de bons concursos. "Isso faz com que as pessoas que estavam muito bem preparadas tenham sido aprovadas recentemente, limpando a fila para quem está começando agora", ressalta.

Conclusão do nível superior

Os internautas Mari Silva, Pedro Neto e Sabrina Soares Silva ainda estão concluindo o curso superior exigido para assumir o cargo e querem saber se há como segurar a vaga.

"Alguns concursos permitem que o candidato peça para ir para o fim da fila quando não tem a documentação necessária ainda. Mas nem sempre isso acontece", diz Lia.

Nos casos em que não é possível "segurar" a vaga, o candidato que não tiver concluído a escolaridade exigida perderá a vaga.

"A atenuante é que, a partir do momento em que o candidato é aprovado em um concurso, significa que ele está apto a ser aprovado em diversos outros da mesma área", afirma a especialista.

Ensino a distância

"Existe alguma restrição para ensino superior a distância?", questiona o internauta Wanderson Mello.

"O ensino a distância obedece a critérios estabelecidos pelo Ministério da Educação. Cumpridos esses requisitos, tem a mesma validade do ensino presencial", afirma a colunista.

Segundo Lia, existe uma tendência cada vez mais forte para que os cursos sejam ministrados a distância, simplificando o acesso à escolaridade.

Fonte: G1