Tire dúvidas sobre os concursos públicos da Caixa e Petrobras

Tire dúvidas sobre os concursos públicos da Caixa e Petrobras

Especialista fala sobre escolaridade e tempo de estudo para a Petrobras

Especialista fala sobre os concursos da Caixa Econômica Federal, que tem prova marcada para o dia 30 de março, e da Petrobras, com prova prevista para 18 de maio.

Pontuação mínima

"Apesar de o concurso da Caixa não estipular o número de vagas, é possível estimar aproximadamente qual a pontuação que o candidato precisa atingir para se considerar dentro da possibilidade de ser convocado até o fim da validade do concurso?", pergunta o internauta Alex Moura.

Lia afirma que o concurso da Caixa tem prazo de validade de 1 ano, podendo ser prorrogado pelo mesmo período, o que normalmente acontece.

O concurso é para cadastro de reserva, além disso a classificação do candidato depende de diversos fatores inclusive da classificação de outros candidatos do mesmo polo. "Tudo isso torna muito difícil prever uma nota de corte", ressalta Lia.

A sugestão da especialista é que o candidato vá para a prova confiante e faça o melhor possível. Para ajudar o internauta na preparação, Lia indica a leitura da coluna sobre como otimizar o tempo para resolver a prova da Caixa.

Formação

O internauta Marcelo Scalise vai fazer o concurso da Petrobras e quer saber se a sua formação é aceita na seleção. "Sou engenheiro florestal e gostaria de saber se posso concorrer ao cargo de engenheiro ambiental?", questiona.

De acordo com Lia, o anexo 3, na página 20, informa que o cargo de engenheiro de meio ambiente exige graduação em engenharia ambiental. O edital diz que "outras formações da área ambiental serão aceitas desde que acompanhadas de certidão emitida pelo respectivo conselho de classe, atestando a posse de todas as atribuições profissionais de engenheiro ambiental, e ainda o registro no conselho."

"O internauta precisa estar registrado no conselho e verificar se com a sua formação é possível emitir essa certidão", aconselha a colunista.

Estudo

"Estou estudando para o concurso da Petrobras para o cargo técnico manutenção - mecânica e, fazendo algumas pesquisas, percebi que para esse tipo de vaga quase não existem cursos preparatórios. Achei isso positivo porque diminui a concorrência, mas será que é isso mesmo ou estou analisando errado?", pergunta Eduardo Osório.

"Sua análise é relativamente correta, mas a causa é inversa. Não existem muitos cursos disponíveis porque a demanda é menor mesmo. Mas é fato que concursos que exigem formação específica costumam ser menos concorridos, exatamente porque só podem participar pessoas que cumprem aquele requisito", lembra Lia.

De acordo com a colunista, em concursos com formação específica é mais comum o candidato ser aprovado no primeiro concurso, o que não acontece muito em outras áreas.

Para ajudar o internauta na preparação, Lia sugere a leitura da coluna sobre 10 passos para passar em um concurso público e outra para otimizar o tempo durante a realização da prova.

Fonte: G1