Tribunal Regional Federal faz concurso para 48 vagas de até R$ 6,5 mil

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região abre, no mês de janeiro, as inscrições para o concurso público que visa preencher 48 oportunidades e formar cadastro reserva para técnico e analista judiciário em diversas áreas para os estados da região Sul do país. Os salários oferecidos são de R$ 3,9 mil a R$ 6,5 mil.

São selecionados profissionais de nível médio para as funções de técnico judiciário para as áreas de administração, segurança e transporte, contabilidade, enfermagem, informática e operação de computadores. O salário inicial é de R$ 3.993,09.

Para nível superior há vagas para analista judiciário nas áreas de administração, biblioteconomia, taquigrafia, execução de mandados, entre outras. O salário inicial da carreira é de R$ 6.551,52.

O estado com maior número de oportunidades é o Rio Grande do Sul, com 30 postos para início imediato, seguido pelo Paraná com 12, sendo as demais para Santa Catarina.

As inscrições terão início às 9h de 4 de janeiro e seguem até 14h de 18 de fevereiro, segundo o horário de Brasília (DF) no site: www.concursosfcc.com.br. A taxa de participação é de R$ 55 para técnico e de R$ 70 para analista.

Há possibilidade de isenção da taxa de pagamento a candidatos que inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo (CAD - Único) e cuja renda familiar mensal seja de até três salários mínimos, ou tenham renda per capita (por pessoa) inferior a meio salário mínimo mensal. O requerimento poderá ser preenchido na internet entre as 9h de 4 de janeiro até as 14h do dia 8.

As provas objetivas serão aplicadas em 11 de abril no turno da manhã para as carreiras de técnico judiciário, e no período vespertino para analista.

Haverá prova de digitação para técnico judiciário para as áreas de administração e contabilidade. Candidatos a técnico judiciário para informática e operação de computadores terão etapa de estudo de caso. Já os candidatos a técnico judiciário na área de segurança terão prova de capacidade física.

Os candidatos a analista na área de taquigrafia serão avaliados também por meio teste prático. Os concurseiros inscritos para analista para as áreas judiciária e de execução de mandados também realizarão prova de redação.

Fonte: AE