Veja os próximos passos para o Enem em 2011

Nota individual dos candidatos será divulgada até o dia 15 de janeiro, diz governo

Usado como substituto do vestibular em dezenas de universidades, o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) tem aumentado vertiginosamente o número de candidatos. Neste ano, 4,6 milhões de alunos se inscreveram na prova, e 3,3 milhões fizeram o exame ? trata-se do maior processo seletivo universitário do Brasil.

Apesar dos problemas ocorridos neste ano no Enem, com as falhas de impressão do caderno amarelo (que levou à reaplicação) e o erro no cabeçalho das folhas de respostas, o MEC (Ministério da Educação) afirma que o calendário da prova está mantido. Até o dia 15 de janeiro deve ser divulgado o resultado, com as notas individuais dos estudantes.

Veja abaixo os próximos passos do Enem e fique atento às novas informações e editais, que devem ser divulgados pelo ministério e no Diário Oficial da União.

Gabarito da prova reaplicada

O gabarito das provas de ciências humanas e ciências da natureza, que foram reaplicadas em 15 de dezembro para alunos prejudicados, saiu no último dia 21.

No mesmo dia saíram as respostas do Enem realizado por detentos e jovens em instituições socioeducativas, como a Fundação Casa (antiga Febem). A divulgação também aconteceu na página do Enem na internet, no mesmo endereço onde vai ser liberado o desempenho individual de todos os candidatos, até a primeira quinzena de janeiro.

ProUni

Segundo o MEC, o edital do ProUni (Programa Universidade para Todos) vai ser lançado após a divulgação da nota do Enem, até o dia 30 de janeiro. Não haverá alterações no processo de seleção, que será baseado no último programa realizado para as bolsas, no meio do ano.

A nota média do Enem necessária para concorrer às bolsas de estudos deve continuar a mesma - 400 pontos nas áreas avaliadas (ciências humanas, ciências da natureza, matemática e linguagens).O candidato deve ainda comprovar ser de baixa renda e cumprir outras exigências socioeconômicas, informa o ministério.

Sisu

Serão oferecidas mais de 80 mil vagas de ensino superior em 83 instituições federais, das quais 39 são universidades e 38 são do tipo IFEs (Institutos Federais de Educação). As vagas serão oferecidas via Sisu (Sistema de Seleção Unificada) - o site estará aberto apenas na segunda quinzena de janeiro, até o dia 31.

O edital do Sisu, assim como o do ProUni, só sai após a divulgação da nota do Enem para todos os candidatos.

O Sisu do começo de 2011 será similar ao último realizado, no meio de 2010, afirma a pasta. Os estudantes terão um período de alguns dias para se inscreverem pela internet. Ao se inscrever, eles poderão fazer até duas opções de curso ao mesmo tempo.

O candidato precisa definir se deseja concorrer às vagas gerais ou às destinadas para cotas. O sistema seleciona, por ordem de opção, qual curso em que o candidato está apto a ser aprovado.

Os candidatos serão escolhidos dentro do número de vagas abertas em cada carreira. Caso tenha sido aprovado nas duas carreiras, o aluno poderá se matricular apenas na primeira opção e não poderá disputar vagas em outras etapas do Sisu. Ele não poderá participar da lista de espera do Sisu, mesmo que não tenha se matriculado na faculdade.

Quem for aprovado na segunda opção de curso continuará concorrendo a uma vaga na carreira que havia sido escolhida como primeira opção, mesmo que já tenha feito a matrícula na faculdade. Isso permite ao estudante ocupar uma vaga caso haja muitas desistências.

Caso o candidato seja chamado para ocupar uma vaga no curso de primeira opção, sua entrada no curso alternativo será cancelada. Quem não for chamado em nenhum dos dois cursos pode confirmar interesse em ficar na lista de espera e aguardar por uma vaga. Com isso, o Sisu deve ter apenas uma rodada.

É preciso ficar atento ao período definido pela faculdade para a entrega de documentos obrigatórios para a matrícula. O aluno deve ficar atento, porque o site do Sisu deve entrar no ar alguns dias antes do início das inscrições, para os estudantes conhecerem o sistema.

Certificado do ensino médio

Candidatos podem usar ainda o Enem para obter um certificado de finalização do ensino médio. O estudante precisa ter 18 anos completos e obtido a nota mínima de 400 pontos em todas as áreas avaliadas - também é preciso ter o mínimo de 500 na redação.

O candidato precisa informar a Secretaria da Educação de seu município ou Estado de que está tentando obter o certificado, ou um dos IFEs (Institutos Federais de Educação). A escolha de um dos IFEs não está ligada ao endereço residencial do candidato.

Mais informações sobre o Enem e as outras formas de uso que o processo seletivo permite podem ser obtidas na página do exame na internet.

Fonte: R7, www.r7.com