Veja quais tipos de posts podem reduzir as chances de emprego

Veja quais tipos de posts podem reduzir as chances de emprego

51% já rejeitaram candidatos por conteúdo comprometedor, diz estudo

Uma pesquisa de um site norte-americano de recursos humanos apontou que 51% dos empregadores que consultaram os perfis de candidatos em mídias sociais dizem ter encontrado algum conteúdo que impediu a contratação. Em 2013, esse índice foi de 43% e em 2012 foi de 34%.

O levantamento encomendada pelo CareerBuilder foi realizado nos Estados Unidos, entre 10 fevereiro a 4 março últimos, com 2.138 gerentes de contratação e profissionais de recursos humanos, e 3.022 trabalhadores do setor privado de indústrias e empresas.

O site também listou dados esquisitos encontrados nos perfis dos profissionais e quais tipos de conteúdos postados mais faz candidatos serem rejeitados. Confira abaixo.

Veja 9 coisas estranhas que os recrutadores encontraram nos perfis dos candidatos:

1) Links para serviço de acompanhantes

2) Foto de um mandado de prisão

3) Vídeo de exercícios para avós

4) Candidato havia processado a esposa por atirar na sua cabeça

5) Candidato apresentou um porco como seu amigo mais próximo

6) Resultado de exames dentários

7) Candidato se gabava por dirigir bêbado várias vezes e não ter sido pego

8) Candidato estava ativamente envolvido em uma seita demoníaca

9) Fotos que tirou de um suposto Pé-grande (lenda de monstro parecido com um gorila)

Veja 10 tipos de posts que fazem recrutadores eliminarem o candidato:

1) Fotografias ou informações provocantes ou inadequadas - 46%

2) Informações sobre bebidas ou drogas - 41%

3) Falar mal da empresa anterior ou de um colega de trabalho - 36%

4) Apresentar baixa capacidade de comunicação - 32%

5) Comentários discriminatórios relacionados a raça, sexo ou religião - 28%

6) Mentir sobre suas qualificações - 25%

7) Compartilhar informações confidenciais de empregadores anteriores - 24%

8) Estar foi ligado a crimes - 22%

9) Utilizar nome de usuário que não é profissional - 21%

10) Mentir sobre ausência no trabalho - 13%

Conteúdos positivos

As informações nas redes sociais também podem significar a contratação. Segundo a pesquisa, 33% dos empregadores que pesquisaram os candidatos na internet disseram que encontraram conteúdos que aumentavam as chances de aprovação.

Além disso, 23% encontraram conteúdos que levaram diretamente à contratação do candidato, como um perfil que passou boa imagem profissional, boa impressão da personalidade e que demonstrou que ele tinha as qualificações necessárias para o trabalho.

Fonte: G1