Condutora bêbada e inabilitada provoca acidente fatal

Um agente de trânsito que esteve no local foi informado pelo marido de Shirley que a mulher, além de ter bebido, não possui CNH.


Condutora que provocou acidente fatal na Jatiúca estaria bêbada e inabilitada

A Delegacia de Acidentes de Maceió começou a investigar nesta segunda-feira (28) a morte de Maria Selma Gouveia Amorim Costa, 52 anos, vítima de um acidente registrado na noite desse domingo, na Jatiúca. Ela morreu na madrugada.

A Polícia Civil quer saber se Shirley Souza Barroso, 34, condutora do Fox branco que colidiu com o Ecosport, da mesma cor, conduzido por Selma, estava bêbada e, ainda, se era inabilitada.

Segundo apurou o chefe de cartório da Delegacia de Acidentes, Mário Dantas, um agente de trânsito que esteve no local foi informado pelo marido de Shirley que a mulher, além de ter bebido, não possui Carteira Nacional de Habilitação. Ela teria avançado o sinal vermelho quando colidiu com o Ecosport.

A delegacia deve começar a ouvir os depoimentos de testemunhas na próxima semana, segundo informou o chefe de cartório. O primeiro a ser ouvido deve ser o marido de Shirley e, em seguida, presta depoimento o agente de trânsito que primeiro chegou ao local.

De acordo com a polícia, não foi realizado o teste do bafômetro na condutora do Fox porque ela ficou ferida e precisou ser socorrida por um táxi, até o HGE, por conta da demora da ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O mesmo problema fez com que Maria Selma esperasse cerca de 40 minutos por atendimento, conforme testemunhas informaram à reportagem do Fique Alerta, da TV Pajuçara.

A mulher foi levada à Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu por volta das 2h da madrugada de hoje. Familiares aguardam a liberação do corpo para a realização de necropsia pelo Instituto Médico Legal. A requisição para o exame já foi obtida junto à Delegacia de Acidentes.

O acidente

Maria Selma Gouveia Amorim Costa dirigia seu Ecosport pela Avenida Doutor Antônio Gomes de Barros, conhecida como Amélia Rosa, e faria uma conversão para entrar na Avenida Álvaro Otacílio, na orla, quando foi surpreendida pelo Fox conduzido por Shirley Souza Barroso, que teria passado no sinal vermelho.

O carro da vítima capotou várias vezes, segundo testemunhas, até que parou próximo à ciclovia. As duas mulheres foram levadas a hospitais na capital.

O TNH1 entrou em contato com o Samu para saber qual foi o motivo da demora no atendimento, mas o órgão ainda não localizou o registro do socorro feito na Jatiúca. O Corpo de Bombeiros informou que não fez atendimento a vítimas de acidente de trânsito naquela região no fim de semana.

Fonte: UOL