Consumidores aprovam a suspensão da venda de linhas pela Anatel

Os consumidores prejudicados com os serviços da operadora TIM aprovaram a decisão da Anatel, que suspendeu a comercialização de linhas.

Gilciana Alves namora Ítalo Dowel, que há um ano mora no Rio de Janeiro, onde faz doutorado. Na tentativa de encurtar a distância, eles se falam todos os dias, através da operadora Tim.

No entanto, eles reclamam que não tem sido fácil manter o contato por causa dos inúmeros problemas que a operadora tem apresentado nos últimos tempos.

Mas não é apenas o casal que tem sido vítima das várias falhas da operadora. Por conta dos problemas apresentados, a operadora teve a venda de linhas suspensa no Piauí, a partir desta segunda-feira.

A proibição foi uma determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Para voltar a vender, a empresa tem que apresentar, em até 30 dias, um plano detalhado de melhoria da prestação de serviço.

A notícia caiu muito bem aos clientes da operadora que têm se sentido prejudicadas com os serviços oferecidos. Quedas na ligação, ligação falhada, telefones fora de área são apenas alguns dos problemas mais comuns apresentados pela Tim, no Estado.

?Essa semana mesmo eu tentei falar com uma amiga, a ligação caiu cinco vezes, até que desistimos da ligação.

Muito bom saber dessa punição, assim agora elas tentarão melhorar seus serviços e nós deixaremos de ser os únicos prejudicados com estas falhas?, reclamou Gilciana.


Consumidores aprovam determinação da Anatel

A Anatel puniu a operadora em cada Estado e a Tim foi a campeã de punições. Ela ficará proibida de vender linhas em mais 17 Estados, além do Piauí, e no Distrito Federal. A Oi, em cinco Estados, e a Claro, em três Estados, inclusive no maior mercado do país: São Paulo.

A operadora que não respeitar a proibição vai pagar multa de R$ 200 mil por dia. Para tomar a decisão de proibir as vendas, a Anatel levou em conta três critérios: o número de chamadas que a operadora completa; em quantas a linha cai; e a quantidade de reclamações dos consumidores que não são resolvidas, e já na quinta-feira (19) começaram as reuniões entre representantes das empresas e da agência.

Em comunicado enviado à imprensa, a diretoria da Tim informa que foi pega de surpresa pela medida da Anatel e ?reafirma que está desenvolvendo um conjunto de projetos de infraestrutura para seguir suportando o seu crescimento?.

Nos últimos quatro anos, segundo o comunicado, a empresa ?investiu cerca de R$ 3 bilhões ao ano na melhoria de sua capacidade e expansão de rede? e irá tomar todas as medidas necessárias para restabelecer a normalidade de suas atividades.

Problemas de cobertura são os mais comuns

Contratar uma operadora séria e de confiança nem sempre é uma tarefa fácil para muitas pessoas. Avaliar os diversos modelos, as vantagens e as desvantagens, de acordo com que a tecnologia oferece exige cautela e paciência, que se não utilizadas podem trazer sérios riscos.

Foi assim com Francisca Monteiro, assistente, que por várias vezes já se decepcionou com os serviços da Oi relacionados a cobertura. "Muitas vezes fiquei sem conseguir resolver meus problemas por telefone porque a operadora na maioria das vezes está fora de área de cobertura ", esclarece a assistente.

Com Júlio César, auxiliar de serviço, a insatisfação também foi com a operadora de telefonia Oi. De acordo com Júlio, já é a segunda vez que a operadora retira uma promoção já existente e coloca outra, mas não informa aos clientes. "Por duas vezes acabei ficando sem os créditos da promoção", explica.

Fonte: Pollyanna Carvalho e Thauana Cavalcante