Servidor público foi beneficiado em concurso do HU

Servidor público foi beneficiado em concurso do HU

Critério de pontuação do concurso beneficiava aqueles que já haviam trabalhado na iniciativa pública

A Justiça do Trabalho mandou suspender imediatamente as contratações que estavam sendo feitas para o Hospital Universitário. O motivo: uma irregularidade no edital, que beneficiava uns candidatos em detrimento de outros.

Segundo o procurador do trabalho Ednaldo Brito, um critério de pontuação do edital dava 0,45 pontos para candidatos com experiência no serviço público, mas apenas 0,30 pontos para os que tinham experiência no serviço privado. "Isso cria uma vantagem de 50% dos que já trabalharam no serviço público, sem nenhum motivo claro", disse Ednaldo.

O procurador informou que essa parte do edital foi considerada inconstitucional pela Justiça do Trabalho, que ordenou a suspensão das contratações. "Queremos resolver esta questão, mas queremos também evitar tumultos", disse Ednaldo. Aqueles candidatos que já foram contratados pelo critério de avaliação não serão descontratados, mas as pontuações serão recontadas, e de forma igualitária.

"Já imaginou se esse critério de pontuação for passado para todos os concursos públicos? Poderia fazer com que só as mesmas pessoas transitassem entre os cargos", comentou o procurador Ednaldo Brito. Após a recontagem, será sabido quem realmente passou no concurso, e as contratações serão retomadas.

Fonte: Andrê Nascimento