Coração de bebê "se cura sozinho" e volta a bater normalmente

Coração de bebê "se cura sozinho" e volta a bater normalmente

Os pais da pequena Scarlett Ungurs, de apenas 6 meses, já esperavam pelo pior.

Os ingleses Darren, 31 anos, e sua esposa, Ashleigh Leybourne, 26, estavam muito felizes após o nascimento da filha Scarlett Ungurs, em dezembro do ano passado. Tudo ia bem com a saúde e o desenvolvimento da criança.

Surpreendentemente, em julho deste ano, a bebê foi parar no hospital. O diagnóstico: cardiomiopatia dilatada, uma doença causada por um vírus que altera a estrutura e diminui a função do coração, segundo o jornal britânico Daily Mail.

Sua frequência cardíaca passava de 200 batimentos por minuto. Para sobreviver, ela foi colocada com urgência em uma máquina com um coração artificial enquanto esperava pelo transplante.

Cinco dias depois, sofreu um ataque cardíaco. Após seis semanas internada, na Unidade de Cardiologia Infantil do Hospital Freeman, em Newcastle, na Inglaterra, o coração de Scarlett começou a se curar sozinho.

Surpresos, os médicos realizaram um teste para certificar de que o coração da bebê estava forte o suficiente para continuar batendo sozinho. Com o resultado positivo, eles realizaram uma operação, que durou sete horas, para remover o coração artificial.

Ontem, após meses de observação, Scarlett, já com 11 meses, voltou para casa e se prepara para completar seu primeiro aniversário no próximo mês. Os médicos acreditam que ela é uma das apenas 20 outras crianças no mundo que viram o seu coração se recuperar após cuidados especiais.

Seus pais já esperavam pelo pior antes de sua recuperação milagrosa e agora comemoram, felizes da vida, a saúde da filha.

Fonte: revistacrescer.globo.com