Corpo de brasileiro que desapareceu em montanha é encontrado na África

O corpo do economista brasileiro Gabriel Buchmann, 28, foi encontrado nesta quarta-feira em Maláui, na África.

O corpo do economista brasileiro Gabriel Buchmann, 28, foi encontrado nesta quarta-feira em Maláui, na África. Ele estava desaparecido desde o dia 17 de julho, quando escalava uma montanha.

Parentes do brasileiro informaram à Folha Online que o corpo foi localizado no alto da montanha e que o resgate é feito lentamente. A morte foi comunicada aos parentes no Brasil por Lúcio Chaves de Melo, tio de Gabriel e que acompanhava as buscas na África.

"Ainda não sabemos qual é o estado do corpo, nem quem conseguiu encontrá-lo", disse a tia do economista, Emília Chaves de Melo.

Familiares disseram que o rapaz foi visto pela última vez por um guia turístico quando escalava a montanha Mulanje, localizada em um parque florestal.

O Itamaraty informou que o corpo de Gabriel será levado para uma base no Maláui, onde será feito uma necropsia. Segundo a família do economista, o corpo deve chegar à base amanhã.

Ainda não há previsão para o corpo ser transportado ao Brasil. Os custos do traslado, de acordo com o Itamaraty, ficarão sob responsabilidade da família.

Buscas

Ontem, uma equipe de 12 bombeiros do Rio, sendo quatro oficiais e oito soldados, seguiu para Maláui para auxiliar as buscas.

Na quinta-feira (27), em entrevista à Folha Online, a mãe de Gabriel, Maria de Fátima Buchmann, reclamou da "falta de atenção do Itamaraty" e disse que gastou US$ 25 mil com as passagens da equipe de profissionais do Canadá que ajudava nas buscas.

Na ocasião, a assessoria do Itamaraty informou que foram contratadas 20 pessoas da região para ajudar a procurar Gabriel e um helicóptero cedido pelo governo da África do Sul participa das buscas pelo brasileiro.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br