"Me beijou e disse que me amava", diz irmã de jovem morta em van

"Me beijou e disse que me amava", diz irmã de jovem morta em van

Silvania foi encontrada caída no fundo da van e, em seguida, foi levada para o Hospital Carlos Chagas, mas não resistiu.

Foi enterrado, na manhã deste domingo, no cemitério de Irajá, o corpo da estudante de enfermagem Silvania dos Santos Oliveira, morta dentro de uma van durante tiroteio, em Coelho Neto (Zona Note), na última sexta-feira. Parentes, colegas do curso técnico e amigos da igreja que a estudante frequentava foram prestar as últimas homenagens.

Muito abalada, uma das irmãs de Silvania, Luciana Oliveira, fez um discurso emocionado durante o velório e descreveu a estudante como uma moça carinhosa.

? Na quinta-feira, ela esteve na minha casa, dei um beijo nela e ela disse que me amava. Meu coração está triste, mas sei que ela está nos braços do Senhor.

A mãe da vítima, Maria Jovelina, de 74 anos, precisou ser amparada o tempo todo por parentes. Ela não falou com a imprensa.

Silvania dos Santos Oliveira tinha 30 anos e participava de um gruo de leitura bíblica na paróquia São Jerônimo, em Coelho Neto. Ela fazia um curso técnico de enfermagem havia um ano e meio, no Senac de Madureira. A formatura iria acontecer no início do ano que vem.

? Ela era a aluna número um da turma - disse a colega Geni Rodrigues, de 43 anos.

Quando saía do curso, por volta das 22h, Sivania costumava pegar uma van para voltar para casa, no morro da Pedreira, em Costa Barros.

Segundo policiais da 28ª DP (Campinho), uma viatura passava pela Rua Cajurana quando os PMs foram informados que quatro homens armados haviam entrado em uma van. Os policiais seguiram o veículo e, quando chegaram no trecho sob a Avenida Brasil, os suspeitos dispararam. Os policiais afirmaram que atiraram nos pneus da van para que ela parasse.

Em Fazenda Botafogo, os bandidos desceram do veículo e houve nova troca de tiros. Dois acusados fugiram. Ferido de raspão no pescoço, Cleiton Medeiros da Silva, de 26 anos, foi levado para a delegacia. Leandro de Oliveira Caetano, de 30 anos, também foi preso.

Silvania foi encontrada caída no fundo da van e, em seguida, foi levada para o Hospital Carlos Chagas, mas não resistiu. A polícia investiga de onde partiu o tiro que a atingiu.


Corpo de estudante morta em van é enterrado:

Corpo de estudante morta em van é enterrado:

Corpo de estudante morta em van é enterrado:

Corpo de estudante morta em van é enterrado:

Fonte: Extra