Corpo de menino desaparecido é encontrado decapitado

A criança estava com o dorso dobrado, mãos e pés amarrados e a cabeça a 1 m de distância do corpo

A Polícia Civil em Santa Cruz do Capibaribe, no agreste pernambucano, investiga a morte de um menino de 9 anos que estava desaparecido e teve seu corpo encontrado separado da cabeça com sinais de violência sexual e indícios de prática de magia negra, na tarde da terça-feira. O delegado Antônio Dutra já ouviu a pessoa que localizou o corpo, um tio do menino e o padrasto. Ainda falta ouvir a mãe do garoto, Luzinete Amara da Silva.

Flânio da Silva Macedo estava desaparecido desde o dia 1º de julho, quando saiu de casa para trabalhar fazendo entregas na feira. As primeiras informações que a polícia levantou apontavam que o menino foi visto trabalhando no sítio Olho d"Água, na zona rural do município vizinho de Brejo da Madre de Deus, onde o corpo foi encontrado depois.

A criança estava com o dorso dobrado, mãos e pés amarrados e a cabeça a 1 m de distância do corpo. Em volta da cena do crime, havia velas, ossos, bonecos e garrafas de bebidas alcoólicas. O delegado Antônio Dutra trabalha com mais de uma linha de investigação, mas, segundo ele, os elementos apontam para uma única direção. "Acreditamos na ligação do crime com rituais de magia negra", disse.

O corpo da criança estava em decomposição e foi reconhecido pelo padrasto pelas roupas que Flânio usava ao sair de casa. O cadáver foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife.

Fonte: Terra