Corpos de vítimas de tragédia em boate no RS já começam a ser enterrados

Corpos de vítimas de tragédia em boate no RS já começam a ser enterrados

Cemitérios da cidade estão com a agenda de sepultamentos lotada.

Funcionários dos principais cemitérios do município de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, trabalham desde a madrugada para preparar os enterros que serão realizados na cidade nesta segunda-feira (28). Dezenas de pessoas tomaram conta dos locais para agendar os sepultamentos das vítimas do incêndio que atingiu a boate Kiss durante uma festa universitária no domingo (27) e vitimou 231 pessoas, segundo a polícia. A expectativa é de que cerca de 80 enterros sejam realizados durante o dia.

Destes, 50 deverão ser realizados no Cemitério Ecumênico e outros 30 no Cemitério Parque Jardim Santa Rita de Cássia. No primeiro, os enterros começaram às 9h e no segundo, às 8h15. Os funcionários dos dois cemitérios informaram que o número pode aumentar ainda nesta segunda. Em dias normais, são realizados em torno de cinco sepultamentos em cada local.

O fogo na Boate Kiss, em Santa Maria, teria começado por volta das 2h30 de domingo, durante a apresentação da banda Gurizada Fandangueira, que utilizou sinalizadores para uma espécie de show pirotécnico. Faíscas teriam atingido a espuma do isolamento acústico, no teto da boate, e iniciado o fogo, que se espalhou pelo estabelecimento em poucos minutos.

O incêndio provocou pânico e muitas pessoas não conseguiram acessar a saída de emergência. A festa "Agromerados" reunia estudantes da Universidade Federal de Santa Maria, dos cursos de Pedagogia, Agronomia, Medicina Veterinária, Zootecnia e dois cursos técnicos.

Pelo menos 101 das vítimas identificadas eram estudantes da Universidade Federal de Santa Maria, segundo informou a instituição em sua página na internet.







Por meio dos seus advogados, a boate Kiss se pronunciou sobre a tragédia. A direção do estabelecimento classifica o ocorrido como uma "fatalidade". De acordo com o texto, a empresa está em "situação regular" e se colaca à disposição das autoridades. A nota foi emitida pelo grupo de advogados associados Kümmel & Kümmel, que representa os proprietários da boate.

Fonte: G1