Correios levarão 10 dias para normalizar serviços atrasados

Correios levarão 10 dias para normalizar serviços atrasados

Após diversas tentativas frustradas de acordo, o dissídio de greve foi julgado ontem no plenário do TST.

O TST (Tribunal Superior do Trabalho) determinou que os funcionários dos Correios em greve retornem ao trabalho a partir da 0h de amanhã. A empresa afirma que vai levar de sete a dez dias para normalizar os serviços. Após diversas tentativas frustradas de acordo, o dissídio de greve foi julgado ontem no plenário do TST.

A multa diária por descumprimento é de R$ 50 mil para a Fentect (Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares).

"A federação vai se reunir, mas decisão judicial se cumpre e não se discute", disse o secretário-geral da Fentect, José Rivaldo da Silva. A federação vai orientar que todos os funcionários retomem as suas atividades. Mas muitos dos 35 sindicatos da categoria tinha assembleia marcada para a manhã de amanhã.

O de São Paulo, por exemplo, vai definir hoje se convocará os trabalhadores de volta ao trabalho para realizar a assembleia amanhã depois do expediente ou se descumpre a decisão judicial.

No ponto mais polêmico do julgamento, os ministros do TST determinaram o desconto no salário de 7 dos 28 dias de paralisação. Os outros 21 serão repostos pelos funcionários em trabalho extra aos sábados e domingos.

"Não é a jurisprudência do nosso tribunal [que determina o corte integral, mesmo quando a greve não é abusiva], mas pesou a circunstância de que a própria empresa concordava com os descontos de apenas alguns dias", disse o presidente do TST, ministro João Oreste Dalazen.

Fonte: Folha.com