Cortejo chega em Recife para velório de Eduardo Campos e seus assessores

Cortejo chega em Recife para velório de Eduardo Campos e seus assessores

Teve início às 2h deste domingo (17) o velório do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, seu assessor de imprensa, Carlos Percol, e do fotógrafo da campanha, Alexandre Severo, vítimas de um acidente aéreo em Santos (SP), na última quarta-feira (13). A cerimônia acontece no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual, que foi preparado para receber um público estimado em 150 mil pessoas. O avião da FAB trazendo os corpos pousou no Recife por volta das 23h.

Uma comitiva com família, políticos e amigos do ex-governador pernambucano aguardava a saída dos caixões na pista da Base Aérea. Usando camisetas amarelas estampadas com a frase "Não vamos desistir do Brasil", os filhos de Eduardo Campos ajudaram a carregar o caixão com corpo do pai. A viúva Renata Campos, o governador João Lyra Neto, e a ex-senadora Marina Silva -- cujo nome foi confirmado como candidata do PSB à presidência, no lugar de Campos -- também acompanharam a chegada dos caixões.

O caixão de Eduardo Campos foi colocado em uma viatura do Corpo de Bombeiros; os do assessor de imprensa Carlos Percol e do fotógrafo Alexandre Severo foram para outro caminhão da corporação. O caixão com o corpo do cinegrafista Marcelo Lyra foi levado em um carro de uma funerária e seguiu para o Cemitério Morada da Paz, em Paulista, Grande Recife. A família dele preferiu ter uma cerimônia reservada aos parentes e amigos. Os caminhões do Corpo de Bombeiros que trouxeram os caixões foram acompanhados desde a Base Aérea, na Zona Sul da cidade, até o Palácio, que fica na área central da capital, por um longo cortejo, com centenas de motoristas e motociclistas. Nos viadutos localizados no entorno do Aeroporto Internacional do Recife, as faixas foram tomadas por carros.

Além da fila de veículos, muitos motoristas desceram de seus carros para aplaudir a passagem das viaturas. Em vários momentos, as quatro faixas da Avenida Mascarenhas de Morais, no sentido subúrbio-Centro, ficaram completamente ocupadas pelos veículos que acompanhavam o cortejo. A uma velocidade média de 20 km/h, os carros que levavam os caixões passaram por dez bairros do Recife, em uma espécie de última visita, de despedida mesmo. Sem se preocupar com a hora, a população da cidade correspondeu: em todos os bairros, as pessoas se aglomeravam nas calçadas e cruzamentos, saudando a passagem dos veículos, sacudindo bandeiras do Brasil e de Pernambuco e acenando para os filhos de Eduardo Campos, que retribuíram, respeitosamente.

Depois de aproximadamente duas horas, o cortejo chegou ao Palácio do Campo das Princesas. O percurso feito pelo cortejo foi: base aérea, Rua Maria Irene, Avenida Mascarenhas de Moraes, Ponte Motocolombó, Largo da Paz, Avenida Sul, Rua Nicolau Pereira, Estrada dos Remédios, Avenida Visconde de Albuquerque, Rua José Bonifácio, Rua Cônego Barata, Avenida Norte Miguel Arraes de Alencar, Avenida Cruz Cabugá, Rua do Hospício, Rua Princesa Isabel, Praça da República, Palácio do Campo das Princesas. A partir da Rua do Hospício, os batedores que acompanharam todo o trajeto deram lugar à cavalaria da Polícia Militar.

A Praça da República, em frente ao Palácio das Princesas, recebeu homenagens para Campos e as demais vítimas desde cedo, com pessoas deixando flores e coroas na entrada do prédio e também fixando cartazes e fotos com mensagens para o ex-governador. Já durante a noite, segmentos organizados do PSB fizeram caminhada da sede do partido, no bairro do Espinheiro, Zona Norte, até o Palácio. Eles passaram pelos bairros da Boa Vista, Santo Amato e Santo Antônio. Pelos menos 300 pessoas participaram da romaria. “Vamos ficar em vigília, até o corpo [de Campos] chegar, para prestar nossa última homenagem ao nosso líder maior”, disse o presidente do segmento juventude do PSB, Israel Vasconcelos.

Enterro

Os sepultamentos de Eduardo Campos e de Percol serão no cemitério de Santo Amaro, na área central do Recife. O de Lyra será sepultado no setor 2, quadra 2, lote 34 do Morada da Paz, de acordo com um amigo da vítima.

Após a missa campal no Palácio das Princesas, prevista para começar às 10h, o corpo de Alexandre Severo também será levado para o Morada da Paz, para a capela 4. O fotógrafo será cremado no local. O corpo do ex-deputado federal e assessor de Campos Pedro Almeida Valadares Neto, conhecido como Pedrinho Valadares, de 48 anos, será sepultado em Aracaju (SE). Acidente Além do ex-governador Eduardo Campos, as outras vítimas do acidente foram os fotógrafos pernambucanos Alexandre Severo e Marcelo Lyra; o jornalista e assessor de imprensa Carlos Percol; Pedro Almeida Valadares Neto, assessor de campanha e ex-deputado federal; e os pilotos Geraldo Magela Barbosa da Cunha e Marcos Martins.

O acidente que matou Eduardo Campos aconteceu em Santos, SP, na manhã da quarta-feira (13). O jato particular caiu sobre um bairro residencial. Chovia no momento da queda. A Aeronáutica vai apurar as causas da queda do avião. Em paralelo, a Polícia Civil também investiga o caso para buscar possíveis responsáveis.

Fonte: G1 Globo