Criança de 1 ano contrai bactéria dentro de hospital

Criança de 1 ano contrai bactéria dentro de hospital

A pequena Melissa atualmente faz uso de duas bolsas de plaquetas a cada doze horas e necessita de doadores de sangue O+.

A pequena Melissa, 1 ano e 2 meses, sofre síndrome de West, que lhe faz ter aproximadamente 50 convulsões por dia. Por esta razão o bebê foi levado para o hospital São Paulo no último 31 de agosto e teve pioras, apresentando insuficiência respiratória aguda e, em seguida, pneumonia. Um relatório do hospital aponta que Melissa contraiu uma bactéria hospitalar de UTI.

Uma amiga da família, que assinou uma procuração para cuidar da menina, considera que o ocorrido é um absurdo. ?Ela começou tendo febre em casa, ficou constipada, com a barriga distendida e ninguém entendia porque ela estava reagindo daquela forma. Ela já estava constipada e em casa, bem, tendo o acompanhamento que solicitaram. No hospital da Unimed suspeitaram que ela estava com meningite, mas ela não reagia com os antibióticos.

A criança saiu do hospital sem tratamento e permaneceu por aproximadamente 20 dias com a bactéria incubada, o que pode ter piorado o seu estado de saúde. Melissa voltou nos últimos dias a ser internada no hospital em uma UTI cardíaca, enquanto ela precisa realmente é de uma UTI pediátrica.

A mãe da criança contraiu tuberculose e, portanto, não pode acompanhá-la nos cuidados médicos. A pequena Melissa atualmente faz uso de duas bolsas de plaquetas a cada doze horas e necessita de doadores de sangue O+. Os interessados em doar sangue para a criança devem entrar em contato o serviço de atendimento do hospital e dizer que a bolsa é para Melissa, diz a amiga da família.

Fonte: Denison Duarte