Crianças de todo o PI farão a "Provinha Brasil"

A Provinha Brasil acontece em duas etapas: uma no início do ano letivo, e outra no fim.

As crianças matriculadas no segundo ano de escolarização das escolas públicas de todo o Piauí farão, esta semana, a Provinha Brasil, avaliação diagnóstica do nível de alfabetização. A avaliação permite aos professores intervir, a partir dos resultados, no processo de alfabetização das crianças.

De acordo com a diretora da Unidade de Ensino e Aprendizagem da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), Marta Lúcia, essa semana é o prazo final para que as escolas apliquem a prova. ?O Ministério da Educação manda todo o material direto para as Gerências Regionais de Educação e algumas nos ligaram reclamando que ainda não receberam, mas deve chegar essa semana. Caso não chegue, daremos mais um prazo. Já as demais escolas tem até essa semana para a aplicação da prova?, disse.

A Provinha Brasil acontece em duas etapas: uma no início do ano letivo, e outra no fim. Nesta edição haverá ênfase na aferição das habilidades de leitura dos alunos. A ideia do ministério ao propor dois exames em períodos diferentes é a de que, com eles, os professores possam conhecer as habilidades que cada estudante adquiriu no decorrer das aulas.

?Essa prova é uma espécie de preparação para a Prova Brasil, que acontece no final do ano. Ela não não serve para a composição do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Brasileira), mas ajuda o professor e a escola a avaliarem as habilidades dos seus alunos?, disse a diretora da Unidade de Ensino e Aprendizagem da Seduc).

Como consequência da avaliação, segundo especialistas, as chances de que todas as crianças obtenham êxito até os oito anos de idade é aumentada, conforme prevê uma das metas do plano de metas Compromisso Todos pela Educação. A partir do mês de agosto, quando ocorrerá a segunda aplicação da Provinha Brasil, os alunos serão avaliados também em matemática. A expansão do exame permitirá um diagnóstico mais preciso da alfabetização.

Os resultados da Provinha Brasil são para conhecimento e uso da própria rede de ensino que aderiu ao exame, por esse motivo não há divulgação do desempenho das escolas ou das unidades da Federação por parte do Inep. (P.C.)

Fonte: Pollyanna Carvalho