Currículo bem feito abre as portas; veja dicas de como fazer

Veja como fazer um currículo, desde a apresentação geral até as informações que você deve (e que não deve) colocar no seu CV

O currículo é o primeiro contato entre o candidato e o empregador. É ele que vai determinar se o profissional será chamado para uma entrevista ou processo seletivo. Por isso, causar uma boa impressão é fundamental, pois um recrutador normalmente leva menos de um minuto para avaliar um currículo.

Veja como fazer um currículo, desde a apresentação geral até as informações que você deve (e que não deve) colocar no seu CV!

Apresentação

Não é apenas o conteúdo do currículo que importa, uma boa apresentação também conta pontos para o candidato. Tenha o cuidado de facilitar a leitura de quem vai ler o documento, pois a apresentação do CV é o primeiro passo para despertar o interesse do seu possível empregador.

O tipo de papel e letra

Utilize uma boa impressora e folhas brancas. O texto deve ser impresso em preto (ou um cinza bem escuro) e em uma fonte elegante e clássica, evite as muito rebuscadas, pois são mais difíceis de ler e podem causar uma impressão de pouco profissionalismo.

Algumas fontes indicadas são: “Times New Roman”, “Arial” e “Verdana”. Utilize um tamanho de fonte que seja agradável para a leitura: nem bula de remédio, nem outdoor! Fontes de tamanho 12 ou 14 são adequadas.

Quantidade de informações

O ideal é que o currículo tenha uma ou duas páginas. Currículos muito longos tendem a ser descartados pelos recrutadores.

Evite imprimir seu documento frente e verso. Se seu currículo tiver duas páginas, entregue-o em duas folhas grampeadas (nada de clips ou aquelas dobrinhas na ponta da folha).

Cuidado com o Português

Revise seu texto antes de imprimir, peça também para alguma outra pessoa ler e corrigir possíveis erros. Currículos com erros de grafia não são bem vistos.

O arquivo

Se for enviá-lo por e-mail, salve o arquivo em formato PDF, assim, você garante que ele vai manter a mesma formatação ao ser aberto em outro computador. Nomeie o arquivo com seu nome completo.

Como preencher o Conteúdo do Currículo

O ideal é que o CV seja breve e objetivo, preparado de acordo com a empresa e a vaga para a qual você quer se candidatar. Quando for enviar seu currículo diretamente para uma empresa,  faça as adaptações necessárias e torne-o mais atrativo para a vaga que pretende ocupar, ressaltando as experiências mais interessantes para aquela posição. Ao fazer o cadastro em um site de empregos ou empresa de recrutamento, você pode deixá-lo mais geral.

O que colocar no currículo

Distribua o conteúdo do currículo em tópicos destacados, seguindo esta ordem:

1. Dados Pessoais

2. Objetivo

3. Formação

4. Qualificações

5. Atividades Profissionais

6. Cursos complementares

1. Dados Pessoais

Comece escrevendo seus dados pessoais: nome completo; endereço (opcional); estado civil (opcional); data de nascimento e também seus contatos: e-mail e telefone. As informações de contato são muito importantes, certifique-se que estão atualizadas e digitadas corretamente.

Não é necessário colocar número de documentos, como CPF ou número da carteira de trabalho. A empresa só vai precisar desses dados mais tarde, no momento da contratação.

2. Objetivo

Neste tópico, seja direto e escreva qual a sua área de interesse. Caso esteja cadastrando seu CV em um site de empregos, procure não colocar o nome do cargo pretendido (os cargos variam conforme a empresa), escreva a área de atuação de forma um pouco mais ampla.

Não coloque muitos objetivos juntos. Se você tiver mais de um objetivo diferente, elabore um currículo para cada um deles, com o foco na área de interesse.

3. Formação

Descreva os cursos que você fez começando pelo mais recente até o mais antigo. Cite o nome do curso (com o grau aferido: curso técnico, graduação, especialização, etc.), o nome da instituição e o ano de conclusão. Se você ainda estiver estudando, pode colocar a palavra “cursando”.

As informações sobre onde você concluiu o ensino fundamental e médio são irrelevantes. Só devem constar no currículo em duas ocasiões: se esta for a sua única formação, ou no caso de você ter feito um segundo grau técnico na área em que está tentando a vaga.

Você pode descrever aqui seu conhecimento em outro idioma, mas seja sincero quanto à fluência, pois você pode prejudicar sua imagem profissional colocando informações incorretas no currículo.

4. Qualificações

Descreva, de forma reduzida, algumas de suas qualificações, habilidades e conhecimentos adquiridos em suas experiências anteriores.

Evite colocar características muito pessoais e subjetivas como: “simpático” ou “comprometido”. Este tipo de informação será de julgamento do avaliador no momento da entrevista.

5. Atividades Profissionais

Você deve listar suas experiências profissionais sempre da mais recente para a mais antiga.

Comece escrevendo o nome da empresa onde trabalhou e uma pequena descrição da atividade (ex.: Empresa Tal - Comércio Atacadista de Produtos Elétricos). Inclua o período trabalhado (mês e ano de início e de término das atividades). Se ainda estiver trabalhando, em vez da data de término pode colocar a palavra “atual”, ou deixar apenas a data de início. Complete com o cargo ocupado e cite as atividades desempenhadas.

Ao descrever as atividades desempenhadas,  foque nas mais relevantes e nos resultados obtidos.

Não é necessário mencionar todas as experiências, se forem muitas. É preferível deixar algumas de fora (principalmente as mais antigas), assim o documento fica mais conciso. É mais vantajoso destacar as experiências mais interessantes e descrever suas atividades do que preencher o documento com um grande número de empresas trabalhadas. Procure manter o currículo em duas páginas.

6. Cursos Complementares

Aqui você deve citar cursos extracurriculares, de curta duração, workshops ou palestras que tenham relevância para sua área de interesse. É importante mencionar a instituição, carga horária e ano de conclusão destes cursos.

Se você tiver alguma experiência internacional ou intercâmbio, pode mencioná-la neste espaço. Pode ser um diferencial em seu currículo. Caso não tenha feito cursos complementares, é melhor retirar esse item.

Finalize seu documento colocando no rodapé da página a cidade, mês e ano.

O que evitar no Currículo

Tão importante quanto saber o que deve constar em seu currículo é saber o que evitar.

Existem algumas informações que não devem ser preenchidas em um currículo, como, por exemplo:

Título

“Currículo” ou “Curriculum Vitae”. Comece logo com seus dados pessoais;

Foto

, somente se o empregador solicitar.

Nome dos pais, cônjuge ou filhos

.

Pretensão salarial

. Deixe para discutir esse tema na entrevista.

Certificados

dos cursos que você já fez.

Cartas de referência

. Caso seja necessário apresentar, devem ser entregues ou enviadas em documentos separados.

Fonte: MSN