Curso de Libras promove interação com deficientes auditivos

As aulas foram oferecidas gratuitamente

Os moradores do bairro Satélite, zona Leste de Teresina, deram exemplo de inclusão social na tarde de ontem. Eles concluíram o curso de Libras, promovido pela Fundação Wall Ferraz (FWF), realizado de forma gratuita no Conselho Comunitário do bairro. O objetivo do curso foi melhorar a comunicação com os deficientes auditivos existentes região, algo difícil sem o conhecimento da linguagem de sinais.

Para mostrar o que aprenderam durante as 80 horas de curso, a aula de encerramento foi marcada por seminários realizados inteiramente em Libras, causando admiração em todos os presentes. Um dos que ficou contente com o resultado foi o presidente da Associação dos Surdos-Mudos de Teresina, Raimundo Vieira, que parabenizou os alunos pelo desempenho.

Nenhum dos alunos possuía algum tipo de deficiência ou trabalhava na área de educação, reforçando a ideia de que buscavam o conhecimento para melhor interagirem com as pessoas da comunidade onde vivem. Para Superintendente Executivo interino da FWF, Paulo Moraes, a inclusão social que está sendo promovida na região é um exemplo que deve ser seguido em toda a cidade. “O que mais chamou a atenção foi o desejo que eles tinham pela acessibilidade e inclusão social. Isso é importante, pois promove a igualdade entre os moradores da região” afirmou o superintendente.

Visando essa inclusão entre as pessoas com deficiência e a sociedade em geral, a FWF está com duas turmas em andamento do curso de Libras, ambas, realizadas gratuitamente na zona Sul da cidade. Desta forma, além dos benefícios pessoais, adquiridos através da qualificação, ocorrem mudanças sociais, beneficiando a todos da região.

Fonte: Com informações do Prefeitura de Teresina