Curso se capacitação da SASC começa hoje

O treinamento aborda o Sistema de Acompanhamento e Gestão do Projovem Adolescente, o SISJOVEM. Os beneficiados com o programa são os trabalhadores

178 municípios piauenses recebem capacitação em Assistência Social. O curso é promovido pela Secretaria da Assistência Social e Cidadania (Sasc), a iniciativa começa hoje e deve se estender até amanhã (04). O treinamento aborda o Sistema de Acompanhamento e Gestão do Projovem Adolescente, o SISJOVEM. Os beneficiados com o programa são os trabalhadores e gestores em Assistência Social que executam sua atividade nos Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) de cada cidade do Piauí.

A participação dos vários representantes no encontro foram distribuídas em ordem alfabética. No curso os esclarecimento e as informações para gestores, serão repassadas para os municípios iniciados com as letras de ?A? a ?J? no dia 03, e para os municípios iniciados com as letras de ?L? a ?W?, no dia 04. Nos dois dias, a capacitação ocorrerá no auditório da Sasc, nos turnos de manhã e tarde.

O SISJOVEM representa uma importante ferramenta que disponibilizará aos gestores da assistência social informações minuciosas sobre a execução do Projovem Adolescente em seus municípios. O programa abrangerá informações sobre coletivos, profissionais, atividades, jovens e freqüência dos jovens ao serviço.

A secretária estadual de Assistência Social Gilvana Gayoso abordou que o programa pretende formar um banco de dados com informações a respeito de idade, tempo na escola, família, delitos, e outros pontos que possam identificar qualitativamente os jovens inscritos na ação. ? O SISJOVEM servirá de monitoramento da juventude piauiense, esses dados são importantes porque enfatizam os critérios que melhoram a qualidade de vida da juventude e agrega ao estado e municípios subsídios de cuidados com esse público?, apontou a Gayoso.

A responsável pelas políticas públicas para juventude no estado, destacou a importância do treinamento para os assistentes sociais e conselheiros. Gilvana ressaltou que com o monitoramento é possível atribuir aos cadastrados atividade produtivas que os distanciam da marginalidade e do caminho das drogas ou outros entorpecentes.

? Os jovens são distribuídos em grupos de 25 pessoas e participam de inúmeras atividades físicas e pedagógicas?, reiterou. Dentre as atividades constam de capoeira, dança, judo e também o acompanhamento e reforço escolar, visto que o programa é voltado para a questão educacional.

Gilvana Gayoso reportou que a importância desse treinamento para os municípios se dará no ponto em que os gestores terão plena autonomia e conhecimento do programa principalmente processo de atualização de cadastros ?As pessoas receberão todo o apoio técnico e de operacionalização do softwere, assim como as questões de execução operacional?, situou a secretária. O Programa foi implementado no Brasil pelo Ministério do Desenvolvimento Social em 2009 e deve ser concretizado até o fim deste ano.? (T.T.) .

Fonte: Thays Teixeira