Dança propicia benefícios ao corpo e a mente

Flexibilidade, condicionamento aeróbico, coordenação motora e perda de peso são alguns dos benefícios que a dança traz como uma atividade física

Flexibilidade, condicionamento aeróbico, coordenação motora e perda de peso são alguns dos benefícios que a dança traz como uma atividade física. ?Além dos muitos benefícios ao corpo, a dança é boa para a mente e a vitalidade da pessoa?, afirma Frank Lauro do Santos, professor da Escola de Dança do Piauí. Para ele a dança socializa, combate à depressão e à timidez. Traz alegria, auto-estima e disposição às pessoas que a praticam.

?Temos um turma da melhor idade ? são 97 alunos de 61 anos, o mais novo, e 80, o mais velho. Eles se sentem muito bem com a dança. Depois de dois a três meses já se observam os benefícios da atividade para o corpo por causa do trabalho de alongamento que ajuda a melhorar a circulação sanguínea. As músicas trabalham o psicológico e proporcionam relaxamento. E no final da aula eles sempre rezam?, relata Franck Lauro. O trabalho com os idosos é mais leve. Por causa da idade avançada e fragilidade dos ossos são evitados movimentos bruscos.

A dança é uma atividade física que pode ser feita por qualquer idade, desde que com os devidos cuidados como a preparação física e os alongamentos. A Escola de Dança do Piauí recebe crianças a partir de 7 anos de idade até 14 anos. ?Nesta fase a criança ainda está em desenvolvimento da musculatura óssea?, explica Franck Lauro. ?Como somos um escola de dança e de diferente de uma academia que as pessoas vão no dia que quer aqui temos carga horária e disciplina?, diz.

Fora o trabalho com as crianças e idosos a escola também recebe jovens e pessoas de outras faixas etárias. São desenvolvidos trabalhos com a dança clássica, de salão, salsa, jazz, moderna, contemporânea e folclórica, principalmente com a dança folclórica do Piauí.

Diferentes ritmos

Os diferentes ritmos da dança - salão, salsa, contemporânea, balé trabalham as diferentes partes do corpo. ?O balé mexe com quadril, bacia e fêmur. O aluno tem que cuidar muito dessa parte. Assim, como a preocupação do jogador de futebol é com os pés e os joelhos, o bailarino deve cuidar das articulações também?, diz o professor Franck Lauro. O balé pede força nos movimentos, nos saltos, mas ao mesmo tempo delicadeza dos gestos e do olhar.

A dança também exige boa disciplina, como a disciplina do sistema nervoso, muscular e mental. A assimilação rápida dos movimentos, por exemplo, melhora ainda a coordenação, flexibilidade, tenacidade, imaginação e expressão do aluno. ?A sincronia com a música mexe com a memória e a concentração?, finaliza Franck Lauro.

Preparação física é importante e é feita pelo professor

A preparação física antes de inciar a dança é muito importante. ?Iniciamos a aula sempre com alongamentos?, afirma Franck Lauro. Como a dança é uma atividade de movimento repetitivo nas articulações, é preciso evitar dores nos joelhos, coluna e tendinites, principalmente em pessoas acima do peso.

Especialistas em ortopedia destacam a importância do alongamento, normalmente feito antes das aulas, e alerta que se a intensidade da prática de dança for muito intensa, exigindo horas de dedicação e mais de duas vezes na semana, é recomendada uma preparação da musculatura e do condicionamento. Fora isto, a dança pode ser praticada por pessoas de todas as idades e perfis.

Fonte: Rodolfo Ribeiro