Das mulheres no mercado de trabalho em 2009, 35,5% tinham carteira assinada

Número ainda fica abaixo dos homens (43,9%), segundo dados divulgados pelo IBGE com base em seis regiões metropolitanas

Em 2009, 35,5% das mulheres que faziam parte do mercado de trabalho eram empregadas com carteira assinada, percentual abaixo do registrado entre os homens (43,9%), segundo dados divulgados nesta segunda-feira (8) pelo IBGE, em referência ao Dia Internacional da Mulher. As mulheres empregadas sem carteira e trabalhando por conta própria representavam 30,9% do universo feminino, enquanto entre os homens esse número era de 40%. E o total de mulheres empregados chegava a 3,6%, ante 7% entre os homens.

De acordo com os números do IBGE ? com base em informações das regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo ?, 61,2% das trabalhadoras tinham pelo menos o ensino médio completo (11 anos ou mais de estudo). Entre os homens, o percentual era de 53,2%. Já a parcela de mulheres com nível superior completo era de 19,6%, ante 14,2% dos homens.

E o rendimento das mulheres (R$ 1.097,93) continua sendo inferior ao dos homens (R$ 1.518,31). Em 2009, elas ganhavam em torno de 72,3% do recebido pelos homens, um pouco acima do registrado em 2008 (70,8%).

Fonte: Rede Brasil Atual