Defesa Civil contabiliza mais mortes devido as chuvas no Espirito Santo

Segundo órgão, foram 14 mortes registradas até as 12h30 desta terça. Em Santa Teresa, rio transbordou e, em Colatina, casas desmoronaram.

A Defesa Civil do Espírito Santo informou que 14 pessoas morreram por decorrência das fortes chuvas, até as12h30 desta terça-feira (24). Foram contabilizadas uma morte em Nova Venécia, duas em Colatina e duas em Baixo Guandu, na região Noroeste; uma em Domingos Martins e oito em Itaguaçu, na região Serrana.

O número de desabrigados e desalojados não foi divulgado, no boletim desta manhã. Segundo a Defesa Civil, a contabilização das vítimas é inviável neste momento porque os números mudam de forma dinâmica. Nesta segunda-feira, mais de 46 mil pessoas estavam fora de suas casas por causa dos estragos da chuva.

Dilma

A presidente Dilma Rousseff sobrevoou áreas afetadas pelas chuvas no Espírito Santo, na manhã desta terça-feira (24). Segundo a assessoria da presidente, uma equipe do Exército vem ao estado, no dia 26 de dezembro, para construir pontes provisórias, em vias interrompidas. Esta ação deve durar 10 dias. A presidente se reuniu com o governador Renato Casagrande e autoridades.

Rio transborda

Grande parte da sede de Santa Teresa, município da região Serrana do Espírito Santo, foi tomada pela água do Rio Timbuí, na manhã desta terça-feira (24). Com a forte chuva que atinge várias cidades da região há oito dias, o volume do rio aumentou durante a madrugada e uma forte enxurrada se formou no Centro, deixando moradores ilhados em casas e estabelecimentos comerciais. Militares da Aeronáutica auxiliaram no resgate de pessoas e orientaram motoristas a não passarem por áreas de risco.

Desabamento

Nesta terça-feira, cinco casas desabaram no bairro São Marcos, em Colatina. Entre as vítimas estão crianças. Uma delas foi retirada com vida dos escombros pelo Corpo de Bombeiros, por volta das 8 horas. A prefeitura municipal ainda não contabilizou o número de atingidos. Há suspeita de uma morte.


Defesa Civil contabiliza mais mortes por causa das chuvas no ES

Doações

Já foram recolhidas em torno de 2 mil toneladas de mantimentos, na Praça do Papa, em Vitória, até a manhã desta terça-feira (24). Segundo a Defesa Civil, do total, uma tonelada ainda não foi entregue. Transportadoras se mobilizaram para fazer a distribuição, no interior do estado. Até agora, foram arrecadados mais de 79 mil litros de água, mais de 1900 cestas básicas, mais de 1200 kits dormitório e mais de 1500 kits de higiene. O posto fica aberto nesta terça-feira até as 17h.

Ajuda federal

A Secretaria Nacional de Defesa Civil publicou portaria nesta terça-feira (24) no "Diário Oficial da União" na qual reconhece situação de emergência em 45 cidades do Espírito Santo "em decorrência de enxurradas".

Conforme a portaria, as cidades são: Afonso Cláudio, Águia Branca, Água Doce do Norte, Alto Rio Novo, Aracruz, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Bom Jesus do Norte, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Castelo, Colatina, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Ecoporanga, Fundão, Guarapari, Ibatiba, Ibiraçu, Itaguaçu, Itarana, Jerônimo Monteiro, João Neiva, Laranja da Terra, Linhares, Mantenópolis, Muniz Freire, Nova Venécia, Pancas, Rio Bananal, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, São Mateus, Serra, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Viana, Vila Pavão, Vila Valério, Vila Velha e Vitória.

Fonte: G1