Público LGBT já registrou mais de 40 denúncias em THE

Os dados foram repassados por Marinalva Santana, do Grupo Matizes, durante ato que aconteceu na última sexta-feira

ACOMPANHE A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DE SÁBADO (17/05) DO JORNAL MEIO NORTE.

A Delegacia de Combate às Práticas Discriminatórias já registrou, esse ano, em Teresina, 44 denúncias de violência contra o público LGBT. Esse número, referente aos primeiros meses do ano, já chega a quase a soma dos casos registrados durante todo o ano de 2013. Os dados foram repassados por Marinalva Santana, do Grupo Matizes, durante ato que aconteceu na última sexta-feira, na Praça João Luiz Ferreira, em alusão ao Dia Mundial de Luta Contra a Homofobia, que é comemorado hoje (17).

?Esses dados preocupam, mas eles ainda não mostram a realidade, que infelizmente é ainda pior do que essa. Nós sabemos que muitas pessoas que são vítimas de crimes homofóbicos ainda não denunciam essas práticas e com isso, nós ainda não temos, em dados, como saber exatamente ou pelo menos aproximado sobre a violência praticada contra o público LGBT. Hoje nós temos, além da delegacia, o Disk 100, que é nacional e o Disk Cidadania e cada um deles registra um número diferente de denúncias e esses são dados que não se encontram. Nós precisamos fazer uma sistematização desses casos?, disse.

Herbet Meneses, também do Grupo Matizes, afirma que há cinco anos o grupo realiza esse ato em alusão ao Dia Mundial de Luta Contra a Homofobia para tentar sensibilizar a população para os prejuízos do preconceito contra o público LGBT. ?O preconceito tem prejuízos psicológicos seríssimos a essa parcela da população. A violência da qual somos vítimas todos os dias nos tiram um direito básico que é o da cidadania?, alertou.

FOTOS: KELSON FONTINELLE

















Fonte: Pollyana Carvalho