Venda de casas populares será apurada no Piauí

Venda de casas populares será apurada no Piauí

Robert Rios assinalou que, como se trata de recursos federais, a investigação deve ser feita pela Polícia Federal

O deputado Robert Rios (PCdoB) pediu ao Ministério Público Federal que acione a Polícia Federal no sentido de investigar denúncias de que existe no Piauí uma “indústria” de venda de moradias construídas com recursos do Programa Minha Casa, Minha Vida. Segundo ele, atravessadores estariam negociando as casas, que são financiadas pela Caixa Econômica Federal, por valores que variam de R$ 5 mil a R$ 15 mil. O deputado petista João de Deus disse que o Governo deve ter um cadastro de pessoas inscritas para obter financiamento do Programa Minha Casa Minha Vida, com o objetivo de identificar aqueles que querem apenas tirar proveito dos recursos públicos. Robert Rios assinalou que, como se trata de recursos federais, a investigação deve ser feita pela Polícia Federal. “Esses criminosos devem ir para a cadeia”, ressaltou ele. A direção nacional da Caixa Econômica Federal (CEF) já iniciou investigação de denúncias de que pessoas ricas e de classe média alta estão comprando casas e apartamentos do Programa Minha Casa Minha Vida com preços subsidiados pelo Governo Federal, para vender por preços mais altos e aluguel. Os subsídios para as famílias comprarem suas casas pelo Programa Minha Vida Minha Gente vão até 60%. Quem preferir comprar casa nova já erguida também pode ser incluído no programa, mas o imóvel tem que ser novo com habite-se emitido, no máximo, nos últimos seis meses. As famílias com renda de três a dez salários mínimos têm os seus imóveis financiados pelo Programa Minha Casa Minha Vida com recursos do FGTS(Fundo de Garantia por Tempo de Serviço).

Fonte: JMN