Desaparecidos no Piauí somam 159 no ano passado; maioria envolve jovens

Desaparecidos no Piauí somam 159 no ano passado; maioria envolve jovens

A maioria dos casos envolvem jovens com idades entre 13 e 16 anos, em grande parte por conflitos familiares

Durante o ano de 2012, a Polícia Civil do Piauí registrou 159 desaparecimentos no Estado. Em 2010, o número registrado foi de apenas 89 casos, e em 2011, 163. A maioria dos casos envolvem jovens com idades entre 13 e 16 anos, em grande parte por conflitos familiares. "Na maioria das vezes o adolescente entra em conflito com alguém da família, por conta disso ele sai de casa. Passa dois, três dias na rua, e nesse momento ele está exposto", disse o conselheiro tutelar Itapuã Cavalcante.

"Não sei por quê esse silêncio, esse sumiço", desabafa dona Maria, mãe de Francisco Anderson Gomes, desaparecido há quatro meses em Teresina. Vigilante de uma empresa de segurança, saiu para trabalhar em uma academia, na Vila Irmã Dulce, e nunca mais voltou. A mãe espera por notícias, e cada vez mais desesperada, até parou de trabalhar. "MInha vida é correndo, procurando. Já fui até em Caxias.

Disseram que tinha uma pessoa lá com as características dele. Eu fui, mas não era ele", relata dona Maria.

O delegado João Paulo Lima, responsável pela Delegacia Virtual informou que a delegacia, juntamente com a Secretaria Estadual de Segurança, está montando uma estrutura para a divulgação maior e principalmente mais rápidas dos desaparecidos. "Nossa principal preocupação é com o primeiro momento. Se vai acontecer uma morte, uma tragédia, acontece no primeiro momento. Temos que agilizar essa divulgação", disse o delegado.

Fonte: Andrê Nascimento