Detenta é levada para a delegacia por desacato após pedir vibrador para juiz

Após a denúncia, o Tribunal de Justiça (TJ-RO) solicitou a transferência da reeducanda

Uma detenta de 31 anos foi encaminhada para a delegacia após o desacatar um juiz direito que visitava a Cadeia Pública de Alta Floresta do Oeste (RO), município distante cerca de 500 quilômetros de Porto Velho, na última quinta-feira (29).

Segundo a direção do presídio, a mulher teria pedido um vibrador para o magistrado. Após a denúncia, o Tribunal de Justiça (TJ-RO) solicitou a transferência da reeducanda. A presidiária teria cometido o desacato quando o juiz realizava uma visita à unidade prisional para verificar a situação da presa, já que a cadeia pública alegou não ter local adequado para abrigá-la e a mulher estaria ofendendo os agentes penitenciários. De acordo com o processo do TJ-RO, o desacato teria ocorrido após a reeducanda pedir para receber e fazer visitas íntimas a um apenado do regime semiaberto, o que poderia gerar mais problemas de disciplina no local.

A direção da unidade informou que a mulher disse ao juiz que caso o pedido por visitas íntimas fosse negado, o magistrado deveria providenciar um vibrador a ela. O juiz entendeu a ação como um desacato à autoridade e a encaminhou à Delegacia de Polícia Civil, onde foi prestar esclarecimentos. Após depoimento, a detenta voltou para o presídio e, por determinação do juiz, deve ser transferida para a comarca de Vilhena.

Fonte: G1