Detentos do Piauí são vacinados contra H1N1

Em teresina a vacinação começou nesta segunda-feira (18)

O Ministério da Saúde incluiu no Programa Nacional de Imunização (PNI) a vacina contra o vírus H1N1 para pessoas privadas de liberdade e servidores de todo o sistema prisional do país. No Piauí, a Secretaria de Justiça, através da Coordenação de Saúde Prisional, em parceria com as secretarias municipais de Saúde, já está realizando vacinação nas unidades penais.

Nas penitenciárias de Teresina, a vacina começou a ser aplicada nesta segunda (18), na Penitenciária Irmão Guido. Na terça (19), a imunização segue na Guido e também na Casa de Custódia. Já na quarta-feira (20), será a vez da Penitenciária Feminina.

Nas unidades prisionais do interior, a campanha de vacinação também já está sendo iniciada. De acordo com a coordenadora de Saúde Prisional da Secretaria de Justiça, Agatha Knitter, as campanhas de imunização no sistema prisional são planejadas e executadas anualmente.

"Trabalhamos na prevenção, para que as pessoas privadas de liberdade não adoeçam. Nesse sentido, a Sejus tem planejado e pactuado com os municípios várias ações de saúde, seguindo a orientação do Ministério da Saúde e do Ministério da Justiça, por meio do Departamento Penitenciário Nacional", frisa.

O secretário de Justiça, Daniel Oliveira, observa que a "Sejus tem avançado na atenção básica à saúde nos presídios, trabalhando de forma conjunta com a Secretaria de Saúde do Estado e as secretarias de Saúde dos municípios, visando à expansão da Política Nacional de Saúde no Sistema Prisional".

A vacinação dos detentos e servidores é feita pelas próprias equipes de saúde das unidades penais, contando com o apoio da Diretoria de Inteligência e Proteção Externa da Secretaria de Justiça (Dipe) e do grupo de escolta de agentes penitenciários.


Detentos são vacinados contra H1N1
Detentos são vacinados contra H1N1


Detentos são vacinados contra H1N1
Detentos são vacinados contra H1N1


Detentos são vacinados contra H1N1
Detentos são vacinados contra H1N1


Fonte: Portal MN