Detentos serão imunizados contra a gripe em todos os presídios

De acordo com Padilha, este ano a campanha inclui a população que vive em penitenciárias

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, lançou ontem no Rio de Janeiro a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, com a meta de imunizar cerca de 24 milhões de pessoas. Além das pessoas com 60 anos ou mais, estão incluídas no grupo prioritário que receberá a imunização as gestantes, crianças de seis a 23 meses, a população indígena e profissionais de saúde. De acordo com Padilha, este ano a campanha inclui pela primeira vez a população que vive em penitenciárias.

?Trata-se de um grupo com alta prevalência e risco mais elevado de ter várias doenças respiratórias. Ao proteger esse grupo, também estamos protegendo o conjunto da sociedade, pois bloqueamos uma cadeia de transmissão da gripe para quem visita esse grupo, para os familiares dos funcionários das penitenciárias, quem possa ter contato com um trabalhador ou com um visitante.? No lançamento da campanha, o ministro vacinou uma grávida e um idoso. Depois, o secretário municipal de Saúde e Defesa Civil, Hans Dohmann, vacinou Padilha, na Clínica da Família Otto Alves de Carvalho, em Rio das Pedras, na zona oeste.

Fonte: Agência Brasil