Deve durar três meses o tratamento de Lula contra câncer

Tumor tem entre dois e três centímetros, segundo avaliação médica.

Deve durar pelo menos três meses o tratamento contra um tumor na laringe a que será submetido o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A doença foi diagnosticada após exames realizados nesta sexta-feira no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Lula, que comemorou 66 anos na última quinta (27), deve continuar internado até o início da noite deste sábado (29).

Ele se recupera de uma pequena cirurgia para retirada de um pedaço do tumor, que será analisado. De acordo com os médicos que o atendem, o tumor tem entre dois e três centímetros, tamanho considerado médio.

O câncer está localizado sobre a glote do ex-presidente. Os médicos descartaram, pelo menos em um primeiro momento, a necessidade de cirurgia. Durante o tratamento, Lula vai ser submetido a três ciclos de quimioterapia, uma a cada 20 dias.

O ex-presidente esteve nesta sexta-feira no hospital para realizar exames de rotina. Por conta de uma rouquidão anormal, que surgiu há cerca de 40 dias, Lula passou por uma ressonância magnética e uma tomografia de pescoço, exames que acabaram por levar ao diagnóstico da doença.

"Ótimo"

Segundo o médico Paulo Hoff, um dos responsáveis pelo tratamento, Lula "está ótimo". Hoff disse que o ex-presidente pediu que sua doença fosse tratada "com transparência", mas preferiu não revelar a quantidade de sessões de quimioterapia pelas quais ele vai passar. A presidente Dilma Rousseff divulgou neste sábado nota oficial em que manifesta apoio à "rápida recuperação" do ex-presidente Lula.

Fonte: g1, www.g1.com.br