Defesa Civil orienta municípios a monitorar áreas de risco

O secretário de Defesa Civil, Hélio Isaias, disse que, até o momento, em nenhuma cidade do Piauí foi registrado desastre ou alagamento com efeitos que fugisse da capacidade municipal.

Em virtude do grande volume de chuvas que atingiu o Piauí nos últimos dias e da previsão de mais chuvas, principalmente para a região da Grande Teresina, a Secretaria Estadual de Defesa Civil orienta os municípios a fazer o monitoramento das áreas de risco e se colocou à disposição deles para atuar nos casos que mereçam maiores cuidados e que podem fugir do controle das coordenações municipais de defesa civil.

Para a Secretaria, é fundamental que as comissões de defesa civil das prefeituras a mantenham informada sobre as situações podem se complicar para ela possa agir em parceria com o Corpo de Bombeiros e evitar maiores prejuízos.

O secretário de Defesa Civil, Hélio Isaias, disse que, até o momento, em nenhuma cidade do Piauí foi registrado desastre ou alagamento com efeitos que fugisse da capacidade municipal. De acordo com ele, caso isso ocorra, o Estado está preparado para agir, principalmente, prevenindo acidentes e prestando o auxílio necessário aos eventuais desabrigados.

“Estamos orientando as coordenações municipais a acompanhar cada área de risco nas cidades. Felizmente, até agora, em nenhuma delas recorreu à Secretaria de Defesa Civil para solicitar ajuda. Vamos torcer para que não haja grandes alagamentos nem desabrigados, mas se ocorrer seremos procurados pelos municípios e vamos agir nesse sentido”, disse Hélio Isaias.

Hélio acrescenta ainda que as regiões mais propícias a alagamentos como a zona Norte de Teresina e as cidades de Barras e Esperantina, que ficam às margens de rios e que em 2008 registraram uma das maiores enchentes da história do Piauí, merecem cuidado redobrado, por isso, a Secretaria de Defesa Civil está em contato constante com as coordenações locais desses municípios.

Fonte: GOVERNO DO ESTADO