Dia dos Namorados: Data para festejar e celebrar o amor com companheiro (a)

Dia dos Namorados: Data para festejar e celebrar o amor com companheiro (a)

Contestado por uns, amado por muitos. O Dia dos Namorados costuma dar mais visibilidade ao amor que os outros dias

?Eu sempre acho que cansei de ti, de mim, mas aí vem o amor e revigora?, o escritor Caio Fernando de Abreu consegue traduzir o motivo de permanecer ao lado da mesma pessoa por tanto tempo ou até por uma vida inteira. O prova de amor não está apenas nos presentes trocados, mas quando um aprende a aceitar o defeito ou liga depois de uma briga para pedir desculpa, são nos momentos difíceis que o amor demonstra toda sua intensidade.

O dia mais romântico do ano é responsável por acender nos corações apaixonados o clima de paixão. Namorados, maridos ou namoridos enviam flores acompanhados de um bilhete convidando a amada para um jantar romântico, e elas retribuem com uma produção digna de cinema para encantar aquele que escolheram para uma vida inteira.

Quando esse sentimento prevalece no casamento, o casal vive uma eterna lua de mel. Casados há sete meses, Jéssica e Rogerf Feitosa vão passar o segundo Dia dos Namorados juntos. Os dois vivem uma história de amor rápida, mas que o casamento tornou ainda mais especial, pois segundo Jéssica, só a convivência diária intensifica o amor.

?Já conhecia o Rogerf antes, mas passamos a nos falar com mais frequência depois de um acampamento no ano passado. Ele me ligava todos os dias e aos poucos aquele sentimento foi crescendo em nós dois, se tornando amor.

Quando ele foi me visitar em maio do ano passado, já me pediu em namoro?, contou. O namoro a distância está cada vez mais comum nos dias de hoje, e o casal teve que enfrentar todas as dificuldades desse tipo de relacionamento, mas as dificuldades foram responsáveis para demonstrar o que um significa para o outro. ?Primeiro nos tornamos amigos; acho que esse é o segredo. Durante todo o nosso namoro nos vimos três vezes, pois, como ele mora em Teresina e na época eu residia em São João dos Patos, era difícil nos encontrarmos.

Mas os três encontros foram suficientes para nos deixar completamente apaixonados?, disse.

?Ele me pediu em namoro!?

Nada como um segundo encontro para acender no coração dos solteiros a vontade de amar novamente. É quando o outro começa a dar sinais que não quer um lance casual, responsável por colocar o sorriso no rosto e suspirar pelos cantos por estar sendo correspondido. Assim começou há quase dois anos a história do casal Karol Müller e Rhuan Feitoza, mas apesar de estarem muito tempo juntos, os dois tiveram que passar por vários ?segundos encontros? para notar que foram feitos um para o outro.

A universitária conta depois de muitas brigas que notaram o quanto gostavam um do outro. ?Nós começamos a ficar e a gostar um do outro, mas ninguém queria nada sério. Foi um ano nesse vai e volta, mas teve uma hora que o amor falou mais alto e hoje vivemos momentos lindos juntos. Nosso namoro foi ao contrário, primeiro passamos pela fase ruim para conhecer as flores de um relacionamento?, contou.

Assim como Karol, Rhuan, Jéssica e Rogerf, inúmeros casais vão compartilhar hoje mais um Dia dos Namorados, e vão viver toda a beleza desse dia, responsável por acender nos enamorados todo o romantismo, encantando até quem está solteiro, afinal, como já dizia Mário Quintana: ?Ah! O amor...?.

Fonte: Gisele Alves