Diagramador de jornal O Globo mata mulher e filha portadora de necessidades especiais e se suicida

Diagramador de jornal O Globo mata mulher e filha portadora de necessidades especiais e se suicida

Família é encontrada morta na zona sul do Rio; pai teria matado todos

Um diagramador do jornal O Globo matou a mulher e a filha e depois cometeu suicídio, na terça-feira, no apartamento onde a família morava, na rua Paissandu, no Flamengo, zona sul do Rio de Janeiro. Leonardo Drummond, 58 anos, usou uma faca para matar a mulher, Suzete Souza, 66 anos, e a filha, Bárbara Souza, 27 anos, que era portadora de necessidades especiais.

A empregada da família acionou a polícia, depois de ter tentado entrar no apartamento, sem sucesso. Os policiais encontraram os corpos das duas mulheres nas camas dos respectivos quartos. Já Leonardo foi encontrado na sala.

Segundo os vizinhos, a família morava no edifício há cerca de seis meses e era muito tranquila e reservada. A Divisão de Homicídios (DH) vai pedir imagens do circuito interno do prédio para concluir as investigações.

Fonte: Terra