Dilma Rousseff e Lula lamentam morte do ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos.

Dilma destacou o criminalista como "grande amigo" e "grande brasileiro".


A presidente Dilma Rousseff divulgou nota de pesar na manhã desta quinta-feira (20) pela morte do advogado e ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos.

Dilma destacou o criminalista como "grande amigo" e "grande brasileiro". O ex-ministro morreu aos 79 anos nesta manhã no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde estava internado desde a última terça-feira (18) devido à piora de uma doença crônica no pulmão.

"O país perdeu um grande homem, o Direito brasileiro perdeu um renomado advogado e eu perdi um grande amigo", diz trecho da nota. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em nota, também lamentou a perda do "amigo" e ex-ministro.

Veja a íntegra da nota:

"Rendemos hoje as nossas homenagens a um grande brasileiro. O país perdeu um grande homem, o direito brasileiro perdeu um renomado advogado e eu perdi um grande amigo. Márcio Thomaz Bastos era um defensor intransigente do direito de defesa e considerava o exercício da advocacia um pilar da sociedade livre. Como ministro da Justiça, foi responsável por avanços institucionais, como a reestruturação que ampliou autonomia à Polícia Federal, a aprovação da emenda constitucional da reforma do Poder Judiciário e o Estatuto do Desarmamento. Quem teve o privilégio de conviver com ele, como eu tive, conheceu também um amigo espirituoso, de caráter e lealdade ímpares. A seus familiares, amigos, alunos e admiradores, meus sentimentos nessa hora de dor. Dilma Rousseff Presidenta da República Federativa do Brasil"

 

 




Fonte: G1