Adolescente sumida é achada com amigas e diz que se perdeu

Adolescente sumida é achada com amigas e diz que se perdeu

Adolescente que sumiu há 2 dias é encontrada na zona Norte de Natal

Foi encontrada na noite desta quarta-feira (13), no Parque das Dunas, na zona Norte de Natal, a adolescente de 14 anos que estava desaparecida desde a tarde da segunda-feira (11). Dinah Belizário estava perambulando pelas ruas quando pediu ajuda a policiais de uma base comunitária. A informação é da irmã mais velha dela, Daniele Belizário, que tem 28 anos. ?Ela está assustada, mas graças a Deus está bem. Isso é o que importa?, disse Daniele.

Daniele contou que a irmã disse ter estado, durante todo este tempo, na casa de duas amigas já maiores de idade e que elas moram sozinhas no Parque das Dunas. A garota também disse à irmã que ela e as duas amigas se conheceram pela internet, mas não revelou o que fizeram nestes dois dias em que Dinah não se comunicou com a família. Por fim, a adolescente contou que ao tentar voltar para casa, agora na noite desta quarta, se perdeu. Dinah mora com a mãe no bairro de Ponta Negra, na zona Sul da cidade.

?A história não nos convenceu, mas vamos dar um tempo até ela se acalmar. Ela está muito nervosa, assustada. Por isso achamos por bem dar um tempo até que ela possa nos esclarecer melhor o que aconteceu e contar toda a verdade?, acrescentou Daniele.

Na manhã desta quinta, Daniele disse que vai procurar o delegado Ben-Hur de Medeiros, titular da Delegacia Especializada em Capturas (Decap), para ver em que a polícia pode ajudar. Antes de o inquérito ser instaurado pela Decap, a mãe e a irmã de Dinah já haviam prestado queixa na Delegacia de Plantão da zona Sul de Natal e na delegacia do bairro, em Ponta Negra.

?Precisamos saber quem são essas amigas que ela disse, até porque nós não as conhecemos. Não sabemos se são mesmo maiores de idade, se são mulheres, se ela esteve mesmo com elas ou o que fizeram. Precisamos também saber se minha irmã foi induzida a alguma coisa?, disse a irmã mais velha.

O desaparecimento

Dinah Belizário mora em Ponta Negra, bairro da zona Sul de Natal. Segundo a família, ela saiu de casa por volta das 13h30 da segunda-feira (11) dizendo que iria à casa de uma amiga, mas não voltou nem deu notícias por telefone. Ao procurar esta amiga de Dinah, a família soube que a adolescente não esteve lá.

A mãe e a irmã mais velha de Dinah registraram o desaparecimento da adolescente na Delegacia de Plantão da Zona Sul da cidade ainda na madrugada da segunda e na terça-feira (12) procuraram a 15ª Delegacia de Polícia, que fica em Ponta Negra.

De acordo com Daniele Belizário, Dinah é uma garota tranquila e nunca saiu de casa sem dizer para onde iria ou ficou tanto tempo sem dar notícias. ?Ela nunca fez isso, nunca sumiu sem avisar. Ela é uma menina tranquila, não dá trabalho em casa?, disse.

A família esteve na Escola Estadual José Fernandes Machado, onde a adolescente estuda, e também foi à casa de outras amigas, mas não conseguiu informações sobre o paradeiro de Dinah.

Um colega da garota, no entanto, disse à família que viu a adolescente em uma parada de ônibus na segunda-feira à tarde. ?Mas para ir para a casa dessa amiga ela não pegava ônibus. Ia sempre andando porque é pertinho de casa?, relatou a irmã.

Familiares desconfiam que Dinah tenha marcado algum encontro pela Internet. ?Ela passa muito tempo no computador e estava no computador antes de sair dizendo que ia na casa da amiga. Talvez ela tenha marcado com alguém pela Internet?, disse Daniele.

Já na tarde desta quarta, a Delegacia Especializada em Capturas recebeu o registro do desaparecimento da adolescente e abriu investigação.

Fonte: G1