Dique rompe em Porto Alegre e água obriga famílias a abandonar casas

Dique rompe em Porto Alegre e água obriga famílias a abandonar suas casas

PORTO ALEGRE - O rompimento de um dique na zona norte de Porto Alegre deixou cerca de 400 residências alagadas na madrugada deste sábado, 31. O incidente atingiu moradores das vilas Asa Branca, Brasília e Elisabete, no bairro Sarandi, e o bairro Americano, na cidade vizinha de Alvorada.

Aproximadamente 200 pessoas tiveram que deixar suas casas, atingidas pelas águas do rio Gravataí, cheio devido à intensa chuva da última Semana.

"Pode ter sido acidental ou provocado por ação humana", afirmou o secretário da Defesa Civil da capital, Ernesto Teixeira. Segundo o titular da pasta, foram encontrados indícios de sabotagem, como árvores cortadas e marcas de pás. Entretanto, ele reconhece que ainda é cedo para apurar um responsável.

Para atenuar a vazão d"água, caminhões da prefeitura depositaram pedras no local do rompimento, que tem cerca de seis metros de largura. A estrutura deve ser reparada apenas no final da noite de sábado.

Os desalojados foram encaminhados para uma igreja e um centro de tradições gaúchas na região. Ninguém se feriu. Como medida de precaução, a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) interrompeu o abastecimento no local.

Além das residências, o estacionamento da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs) também ficou em baixo d"água.

Fonte: Estadão, www.estadao.com.br