Divulgação de resultado do Prêmio Inclusão Social, dia 28, gera ansiedade

Divulgação de resultado do Prêmio Inclusão Social, dia 28, gera ansiedade

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD), que atende mais de 50 mil crianças no Piauí, é uma das instituições que concorrem na categoria de instituição governamental nesta edição do Prêmio de Inclusão Social. O PROERD consiste num esforço cooperativo entre Polícia Militar, Escola e Família, visando, através de atividades educacionais em sala de aula, prevenir o uso abusivo de drogas e a prática de atos de violência.


Durante um trimestre letivo, em aulas que duram cerca de 50 minutos, as crianças recebem lições de prevenção. Cada uma aborda um tema diferente: maconha, cigarro, álcool, bases da amizade e etc, e no final do programa a criança tornou-se capaz de decidir por uma vida mais saudável e segura, tornando-se uma criança PROERDIANA, responsável, inclusive, pela construção de um mundo melhor, longe das drogas e da violência. Com toda essa prática, o Programa é um dos fortes concorrentes nesta categoria. Por isso, a Major Elizete Lima, coordenadora do estadual projeto e os demais integrantes, estão na expectativa do resultado. “Acreditamos que seremos vencedores, principalmente pelos resultados que contabilizamos em 2014. Mais de 15 mil crianças das escolas públicas e particulares do Piauí, distribuídos em 55 municípios, receberam os certificados após a capacitação de três meses, onde elas aprenderam a dizer não às drogas e à violência. Além disso, mais de 25 mil adolescentes e adultos receberam palestras e participaram de eventos comunitários promovidos pelo PROERD”, destaca a coordenadora.

Elizete coloca ainda que a equipe do PROERD se sente muito orgulhosa por ter sido eleita para concorrer ao prêmio e a Polícia Militar se sente muito honrada em ter um projeto eminentemente dela, da corporação, concorrendo a um prêmio desta natureza. “Este é um reconhecimento social da importância do programa para a comunidade”, acrescenta.

Há 10 anos, prêmio revela histórias de superação no Piauí

Desde 2004, as histórias divulgadas através do Prêmio Piauí de Inclusão Social revelam os esforços de algumas pessoas ou grupos em levar dignidade e promover oportunidades iguais de trabalho, educação e direitos para todos, sem exclusão. Com este objetivo, o prêmio busca uma conscientização para a importância de se construir uma sociedade comprometida em criar iniciativas que promovam a inserção de qualquer pessoa em projetos que visam a valorização humana.

Em todas as edições, o Inclusão Social é feito por toda comunidade piauiense, pois grande parte das iniciativas divulgadas são sugeridas pelo público, por acreditarem que elas são especiais e têm efeito de cidadania. Este ano, em comemoração aos 10 anos do Prêmio, a solenidade deve ser ainda mais especial e todos os participantes poderão ver estes exemplos de superação social, que ampliam o objetivo do Inclusão Social.

Nestes 10 anos de existência, as histórias de sucesso reveladas pelo prêmio já renderam centenas de matérias especiais para o Jornal Meio Norte, reportagens na TV, conteúdos para as rádios Boa FM e Meio Norte FM e portal Meio Norte.

Siga o Meionorte.com no Facebook

Fonte: Virgínia Santos e Aline Damasceno - Jornal MN