Dois hospitais particulares não disponibilizarão cirurgias cardíacas pelo SUS

Dois hospitais particulares não disponibilizarão cirurgias cardíacas pelo SUS

Dois hospitais particulares não disponibilizarão cirurgias cardíacas pelo SUS

A informação é de que dois hospitais particulares da capital não vão mais disponibilizar cirurgias cardíacas pelo SUS. Ou seja, o número de cirurgias no Piauí cobertas pelo SUS vai cair pela metade. Um grande problema para as pessoas que estão doentes, precisam de operação e não possuem plano de saúde.

Segundo o médico, Ricardo Lobo, a situação. ?Tá complicado porque quase ninguém quer atender o SUS. Não é que não queira atender, é porque o SUS não paga o necessário. Então não adianta eu atender você se eu vou quebrar mais adiante. Então a conclusão é que o Hosítal São Paulo atende para cirurgia cardíaca só. Se o paciente tiver problemas mais sérios não vai ser internado de maneira alguma porque não vai ter leitos para receber através de procedimentos complexos?, conta.

O problema se torna maior porque o HU e o HGV não fazem mais cirurgias pelo SUS, o que, em resumo, vai deixar a situação ainda mais complicada. Somente com dois hospitais particulares atendendo este tipo de procedimento pelo SUS talvez não seja o suficiente. Nos últimos 10 anos, 1.410 pessoas fizeram transplantes pelo SUS e a tendência é de que esse número se multiplique já que aumentou e muito a longevidade das pessoas.

No HGV existe a promessa de que, ainda este ano, seja inaugurada a ala de cirurgias cardíacas. ?O serviço de cardiologia para ser estruturado ele requer uma enfermaria, essa etapa já foi concluída. Ele requer a adequação das salas de cirurgia para a realização desses procedimentos. Vamos ter duas salas de cirurgia, requer centro cirúrgico e UTI própria para os doentes que se submetem a essas cirurgias. Todas as instalações físicas já estão concluídas?, afirma. Essa ala terá 35 leitos no mínimo.

CONFIRA A MATÉRIA DE RICARDO MOURA FÉ:

Fonte: Marcilany Rodrigues