Dominguinhos segue internado e seu quadro permanece grave

Músico foi internado na segunda-feira (17), com pneumonia bacteriana


Dominguinhos segue internado e seu quadro permanece grave

O músico Dominguinhos, 71 anos, segue internado em estado grave na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Coronária do Hospital Santa Joana, no Recife. De acordo com o hospital, na manhã desta sexta-feira (21) não houve mudanças em relação ao quadro apresentado no último boletim médico, divulgado na tarde de quinta-feira, em entrevista coletiva concedida pela equipe que atende o sanfoneiro.

Dominguinhos apresenta pneumonia bacteriana comunitária, que o levou a ser internado na segunda-feira (17). Ele está em observação contínua, usando antimicrobianos, sedado e respirando com ajuda de aparelhos. Não há previsão de alta.

O sanfoneiro luta há seis anos contra um câncer de pulmão, que mantém-se estável e respondendo bem às drogas, além de doenças associadas, como insuficiência ventricular, arritmia cardíaca e diabetes. O tratamento ocorre entre Recife e São Paulo, devido à agenda de shows do artista. A apresentação que ele faria no sábado (22), em Brasília, foi cancelada.

História

José Domingos de Morais, mais conhecido como Dominguinhos, é natural de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. Conheceu Luiz Gonzaga com oito anos de idade. Aos 13 anos, morando no Rio de Janeiro, ganhou a primeira sanfona do Rei do Baião, que três anos mais tarde o consagrou como herdeiro artístico.

Instrumentista, cantor e compositor, em 2002 ganhou o Grammy Latino com o "CD Chegando de Mansinho". Ao longo da carreira, fez parcerias de sucesso com Gilberto Gil, Chico Buarque, Anastácia, Djavan, entre outros. Atualmente, Dominguinhos é considerado o sanfoneiro mais importante do país.

Fonte: G1