Dona de casa denuncia situação de hidrômetro em residência

Dona de casa denuncia situação de hidrômetro em residência

Por diversas vezes ela solicitou junto à Agespisa a substituição e afirma nunca ter sido atendida.

Um hidrômetro sem nenhuma condição de leitura pela Agespisa tem sido a razão de muita dor de cabeça para uma dona de casa, que não quis ser identificada. Por diversas vezes ela solicitou junto à Agespisa a substituição e afirma nunca ter sido atendida.

?A gente não pode ter certeza de que está pagando pelo que está consumindo, pois o aparelho não permite a leitura do consumo?, diz a consumidora ao afirmar que já pagou uma fatura de até R$ 190,00. ?Esse talão gerou um problema porque a taxa era de R$ 35,00 e eu não gastei tanta água para vir essa cobrança. Então fica difícil a gente acreditar que o valor seja realmente esse.?

Para evitar mais confusão a consumidora pagou a conta, mas teme por novos erros no futuro. Segundo o conselheiro do Procon, Campelo Júnior, a situação é inadmissível. ?Realmente deve haver a substituição do hidrômetro para que ela possa acompanhar a leitura mensal que deve ser feita em sua residência para que ela não venha a ter prejuízos. Caso isso não aconteça ela pode nos procurar no Procon para que a gente provoque a empresa a fazer essa substituição?.

Ao orientar a consumidora, Campelo Júnior, reforça que a troca deve ser feita imediatamente e que as cobranças indevidas ao longo dos anos devem ser questionadas

VEJA A REPORTAGEM COM RICARDO MOURA FÉ

Fonte: Denison Duarte