Dono de bar oferece  carro 1982 em troca  de R$ 6.051 em pinga

Dono de bar oferece carro 1982 em troca de R$ 6.051 em pinga

Brasília ano 1982 foi comprada por R$ 2 mil há sete anos de viúva

Após ter as rodas do carro furtadas e se ver sem condições de substituí-las, o dono de um bar de Taguatinga, no Distrito Federal, decidiu anunciar o veículo em troca de R$ 6.051 em bebidas alcoólicas. Segundo ele, apesar das avarias, a Brasília ano 1982 está em boas condições e nunca foi batida. O automóvel foi comprado de uma viúva há sete anos, por R$ 2 mil.

?Comprei para ajudar a carregar as coisas aqui do bar, mas acabei nunca usando. Aí ela foi ficando encostada, já que moro a 200 metros daqui?, disse Antônio Matos. ?Escolhi esse carro porque eu estava quebrado, bem quebrado. Era o que eu conseguia comprar.?

Matos afirmou que o anúncio começou como uma brincadeira, mas que ele não titubearia em aceitar a troca. O dono do bar disse que anteriormente já havia recebido propostas pelo automóvel, que recusava por apego ao veículo. Uma delas, no valor de R$ 5,5 mil, o inspirou a pensar no que cobraria para entregar a Brasília.

?Nesse último mês recebi várias propostas. Já me ofereceram um litro de pinga e um alambique, mas ninguém veio com proposta séria. Teve até uma mulher que perguntou se eu não queria ir no lugar do carro?, diverte-se.

Segundo ele, as restrições para troca são bebidas muito caras, como uísques, ?que o bar não tenha condições de vender?. O estabelecimento funciona entre 14h e 22h, durante todos os dias da semana, e tem uma média de 40 clientes nos finais de semana. Matos diz que com o montante conseguiria fazer estoque de pingas e cervejas por cinco meses.

?O comércio está muito ruim ultimamente. Mas esse valor deve dar praticamente umas 100 caixas de cerveja e 120 de pinga?, explica. ?Como não compensaria comprar tudo só de um ou de outro, eu pegaria um pouco de cada. Mas isso vai de quem trocar: se quiser entregar em dinheiro, eu recebo. Se quiser pagar em pinga, também.?

Matos disse ainda que o bar tem dado prejuízo nos últimos meses, especialmente depois de ele ter vendido cerca de R$ 5,2 mil fiado no final do ano. Atualmente ele diz ter R$ 2 mil em bebida.

Fonte: G1