Drone leva medicamentos a clínica rural em 1ª entrega feita nos EUA

Operação durou 30 minutos e levou 24 pacotes de medicamentos

O governo dos Estados Unidos autorizou a primeira entrega feita por drones no país, que ocorreu na sexta-feira (17) para levar medicamentos a uma clínica na zona rural do estado da Virginia.

A empresa aproveitou o feito para provocar a Amazon, gigante do varejo online que começou a realizar testes de entregas feitas por drones em dezembro de 2013.

“Flirtey bate a Amazon ao promover a primeira demonstração de entregas com drones no EUA”, afirmou a companhia no Twitter nesta segunda-feira (20).

A liberação do voo feita pela Associação de Aviação Federal dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês) representa uma exceção, já que em fevereiro proibiu que drones fizessem entregas à distância.

Chamada de “Kitty Hawk”, a entrega foi uma demonstração feita por meio de uma parceria entre Nasa e a empresa Flirtey.

Enquanto a Agência Espacial Americana se encarregou de levar os remédios até o aeroporto local, a companhia levou-os até a clínica. A Nasa também comemorou o fato de o voo ser a primeira entrega autorizada pela FAA em solo norte-americano.

O consultório médico atendido é mantido pelo grupo Médicos de Áreas Remotas, que envia profissionais e estudantes para comunidades afastadas. Geralmente, essas instalações possuem poucos remédios, pois ficam longe de farmácias.

A operação durou cerca de 30 minutos e levou 24 pacotes de medicamentos.Para garantir a não interferência na operação de aviões civis, a decolagem do drone foi feita em uma área isolada do aeroporto, foi acompanhada constantemente por observadores e monitorada pela torre de controle.

“A razão de isso ser importante é porque prova que drones podem operar de forma segura ao lado de outras aeronaves”, afirmou Matthew Seeney, presidente-executivo da Flirtey ao site “Re/code”. “Eu acredito que agora que nós mostramos que isso pode ser feito de forma segura e confiável, outros farão também.”

Fonte: G1