Eclipse lunar total poderá ser visto na terça-feira

No Brasil, a visualização será melhor no extremo oeste do país

Um eclipse total da Lua será visível na terça-feira (21) a partir das 7H41 GMT (5H41 de Brasília) na América do Norte, Europa Ocidental e parte da Ásia. De acordo com o Planetário do Ibirapueraa observação do eclipse será para poucos no Brasil, somente os observadores localizados no extremo oeste do país.

Em 4 de janeiro será a vez de um eclipse parcial do Sol.

Da América do Norte até a Islândia, o eclipse da Lua poderá ser observado durante mais de uma hora (de 7H41 a 8H53 GMT) na madrugada de 20 para 21 de dezembro.

"Está perfeitamente situado para América do Norte, Groenlândia e Islândia", afirma o astrônomo americano Fred Espanak.

Um eclipse lunar só é possível durante a Lua cheia. Quando o Sol, a Terra e a Lua estão bem alinhados, o satélite natural pode ficar momentaneamente privado de luz solar, caso esteja no cone de sombra da Terra.

A Lua começará a entrar na sombra da Terra às 6H33 GMT (4H33 de Brasília) de terça-feira. A sombra, de contornos claramente visíveis, avançará no disco lunar de 07H41 às 08H53 GMT, voltará a ser eclipse parcial às 10H01 GMT (8H01 de Brasília) e recuperará depois a plena luminosidade.

Na Europa Ocidental e ao leste do continente sul-americano, apenas as primeiras fases do eclipse serão visíveis antes do "crepúsculo" lunar. O Japão verá apenas as últimas etapas.

Os eclipses da Lua não representam risco para a vista, ao contrário dos eclipses solares. Para observar os eclipses solares é recomendado usar óculos especiais.

O primeiro eclipse solar parcial de 2011 acontecerá em 4 de janeiro. Em caso de bom tempo, será visível na Europa, especialmente na região norte da Suécia, no norte da África, Oriente Médio e Ásia Central.

Quatro eclipses solares parciais e dois eclipses lunares totais estão previstos para 2011, uma combinação rara que acontecerá apenas seis vezes no século XXI.

Fonte: IG