92% dos empresários pretendem elevar o salário de empregados

40% dos entrevistados disseram que a elevação dos salários deve ser superior à inflação.

Os trabalhadores brasileiros têm motivo para sorrir de orelha a orelha. Nada menos que 92% dos empresários brasileiros pretendem aumentar o salário dos seus colaboradores nos próximos 12 meses. No terceiro trimestre do ano passado, apenas 74% deles tinham essa intenção.



Na pesquisa realizada pela Grant Thornton International no fim do ano passado junto a duas centenas de controladores e executivos de companhias brasileiras, 40% dos entrevistados disseram que a elevação dos salários deve ser superior à inflação. Esse percentual subiu 10 pontos em relação à avaliação anterior.

Javier Martínez, responsável pelo International Business Report 2012, da Grant Thornton, pondera que a retenção de talentos continua sendo um dos principais fatores que estimulam os empresários a melhorar a remuneração de seus funcionários. ?Esse é um forte sinal de um mercado de trabalho cada vez mais concorrido?, afirma.

O percentual de empresários brasileiros dispostos a aumentar os salários dos funcionários está bem acima da média global, de 66%, divulgada na pesquisa feita com 11.500 empresas privadas em 40 países.

Na avaliação por países, os que mais pretendem elevar a remuneração dos trabalhadores, além do Brasil, são Argentina (100%), México (98%), Suécia (95%), Bélgica (90%), Canadá (88%), Índia (87%) e Austrália (85%).

Na lanterninha desse ranking está a Grécia, onde apenas 11% dos empresários revelam intenção de aumentar os rendimentos dos trabalhadores.

Fonte: Valor Econômico