Ação do Facebook tem nova mínima e fecha em queda de mais 4%

Ação do Facebook tem nova mínima e fecha em queda de mais 4%

Empresa já perdeu metade do valor desde o lançamento das ações.

As ações do Facebook voltaram a despencar nesta sexta-feira (17), atingindo uma nova mínima, um dia após investidores anteriores ao lançamento ações (IPO) da rede social receberem autorização para vender seus papéis pela primeira vez.

O papel da empresa chegou a ser cotado durante o dia a US$ 19,01, queda de 50% sobre o preço inicial de US$ 38 definido no IPO. As ações do Facebook terminaram o dia cotadas a US$ 19,05, em queda de 4,13%. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,46% nesta sexta-feira, para 3.076 pontos.

Desde o lançamento das ações, a empresa já perdeu cerca de metade de seu valor de mercado. O Facebook, maior rede social do mundo, tornou-se a única companhia dos Estados Unidos a estrear em bolsa de valores com um valor de mercado de mais de US$ 100 bilhões.

Mas desde então, os investidores têm se mostrado desiludidos com a falta de um plano do Facebook para reverter uma desaceleração no crescimento de suas receitas.

Desbloqueio

Mais de 270 milhões de ações detidas por investidores anteriores ao IPO tornaram-se disponíveis para negociações na quinta-feira, após o fim da restrição à venda desses papéis por 3 meses. O volume representa mais da metade das 421 milhões de ações vendidas por ocasião do IPO em 18 de maio.

Cerca de 62 milhões de ações do Facebook foram negociadas nas primeiras duas horas de abertura do pregão desta sexta-feira.

Mais de 1,4 bilhão de ações adicionais mantidas por outros investidores pré-IPO e funcionários do Facebook vão se tornar disponíveis para negociações até o fim do ano, adicionado mais pressão sobre o valor da empresa.

Só na quinta-feira, quando as ações caíram mais de 6%, a fortuna do fundador do serviço, Mark Zuckerberg, ficou US$ 600 milhões menor ? ele agora tem estimados US$ 10,2 bilhões, segundo a agência de notícais "Bloomberg".

Apple

Enquanto as ações do Facebook caem, os papéis da Apple atingiram uma nova máxima histórica, fechando a semana com o segundo dia de sólidos ganhos.

As ações da Apple chegaram a um teto de US$ 648,19, depois de relatórios anunciando que o lançamento do novo modelo de iPhone está próximo e que este será um iPad em tamanho reduzido.

Fonte: G1