Aérea Gol tem prejuízo de R$ 51,9 milhões

Companhia diz que uma das razões do prejuízo é a renovação da frota.

A companhia aérea Gol divulgou nesta segunda-feira (9) prejuízo de R$ 51,9 milhões no segundo trimestre deste ano, ante um lucro líquido de R$ 353,7 milhões no mesmo período de 2009, e um lucro líquido de R$ 23,9 milhões no primeiro trimestre de 2010.

Segundo balanço da companhia, o prejuízo no período se deve a três fatores: ?um trimestre com a menor sazonalidade no setor aéreo em termos de demanda e volume de geração de receita; despesas pontuais de manutenção atreladas ao programa de renovação da frota, com a devolução das aeronaves 737-300 e reativação de quatro 767; e apreciação de 1,2% da taxa de câmbio final do dólar em relação ao real entre o 2º e o 1º trimestre deste ano, que gerou despesas de variação cambial sobre os passivos denominados em moeda estrangeira?.

No início de julho, a Gol divulgou que o tráfego na malha aérea da companhia no segundo trimestre subiu 16,6 % ante igual período do ano passado. A oferta de assentos, enquanto isso, cresceu em ritmo menor: 14,7%, na mesma base de comparação.

A taxa de ocupação nos aviões da Gol entre abril e junho ficou em 61,1%, acima dos 60,1% um ano antes.

Na semana passada, a Gol enfrentou atrasos e cancelamentos de voos e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) definiu aplicação de multa de R$ 2 milhões para a companhia aérea.

A empresa atribuiu os problemas a falhas em seu software de gestão de carga horária de seus tripulantes. O software não teria respeitado a carga máxima de trabalho prevista na regulação do setor aéreo brasileiro para pilotos de avião.

A Gol disse que as operações foram normalizadas na última quarta-feira (4), e que os resultados do terceiro trimestre não seriam ?materialmente afetados?.

Fonte: g1, www.g1.com.br