Alemanha alerta para risco de calote na Grécia

Ministro alemão diz que se governo grego não cumprir programa, ajuda será interrompida

O ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, afirmou que a Grécia pode quebrar se não respeitar as medidas para controlar suas despesas e reequilibrar as finanças públicas, segundo entrevista publicada na edição desta terça-feira (4) do jornal Rheinische Post.

- Se o programa de austeridade negociado pelo governo grego, o FMI [Fundo Monetário Internacional] e a UE [União Europeia] não for cumprido, as remessas de crédito seriam interrompidas e, então, a falta de pagamentos ameaçaria novamente a Grécia [...] Atenas está obrigada a aplicar o programa.

No domingo (2) os ministros de Finanças da zona do euro aprovaram um plano de ajuda à Grécia que prevê a liberação de cerca de R$ 253 bilhões para o país (110 bilhões de euros) em três anos, sendo R$ 183 bilhões (80 bilhões de euros) por parte da UE e o restante do FMI.

Para obter a ajuda financeira, o governo da Grécia teve que concordar com medidas de ajuste fiscal, que incluem um corte no Orçamento público, com a redução dos salários dos servidores, além de aumento de impostos, como o VAT (Imposto sobre Valor Agregado, na sigla em inglês) e tributos de combustíveis, álcool e tabaco.

Fonte: R7, www.r7.com