Alimentação encarece o custo de vida pelo terceiro mês consecutivo

Elevação do preço do tomate apertou o bolso do consumidor em julho

A alimentação tem deixado o custo de vida do paulistano cada vez mais alto, como aponta o ICV (Índice do Custo de Vida) divulgado nesta terça-feira (7) pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

Pelo terceiro mês consecutivo, os preços da alimentação subiram e, em julho, pressionaram o ICV, que variou 0,42% ? contra 0,23% em junho.

Só os gastos com restaurantes, alimentos naturais (legumes, hortaliças e grãos) e produtos industrializados subiram 1,11% no mês, contribuindo com 0,33 ponto percentual para o ICV.

As maiores altas foram registradas nos legumes, que encareceram 20,07% no período. O grande vilão foi o tomate, que aumentou 32,79%.

Dentre os industrializados, as bebidas alcóolicas ficaram 2,27% mais caras por causa da elevação do preço da cerveja (2,83%).

Comer fora de casa ficou 0,85% mais custoso, sendo que os gastos com lanches subiram 1,14%.

Os gastos com moradia aumentaram 0,23% e, com saúde, 0,28%. Em contrapartida, equipamento doméstico teve queda de 0,73% e as despesas com transporte recuaram 0,07%.

Nos primeiros sete meses de 2012, a variação acumulada do ICV foi de 3,86%; mas cinco dos grupos que compõem o índice subiram acima da média, com destaque para os gastos pessoais (alta de 12,40%).

Fonte: r7