Alimentos e eletrônicos aumentam vendas do comércio

Negócio avançou 1,6% no mês passado; em setembro, vendas repetiram negócios de agosto

Os alimentos, as bebidas e os produtos eletroeletrônicos e de informática foram os grandes motores das vendas do comércio em outubro. Segundo pesquisa feita pela empresa de análise de crédito Serasa Experian, o comércio como um todo elevou os negócios em 1,6% entre setembro e outubro. Na comparação com o mesmo mês de 2009, o aumento foi de 9,2%.

De acordo com o levantamento, divulgado nesta quarta-feira (3), o comércio deveu seu bom desempenho em outubro aos setores de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas (que sozinho cresceu 1,7%) e de móveis, eletroeletrônicos e informática (0,9%).

Em setembro, as vendas do comércio haviam ficado estáveis em relação a agosto, isto é, não houve crescimento entre um mês e outro. Mas a atividade já havia subido 0,9% em julho (em relação a junho) e 0,3% em agosto (frente a julho).

O terceiro trimestre fechou com aumento nas vendas e fez com que a Serasa Experian já projetasse um crescimento forte para este fim de ano. Isso porque os meses de outubro a dezembro concentram sempre o maior volume de vendas do ano e são considerados os melhores para a economia.

- A aceleração da atividade do comércio durante o mês de outubro confirma a tendência da consolidação dum ritmo de expansão consumo mais acentuada neste último trimestre de 2010, sinalizando que o Natal deste ano deverá registrar um excelente desempenho em termos de vendas do varejo.

No mês passado, ainda houve avanço nas vendas de setores como o de veículos, motos e peças (0,1%) e de material de construção (0,5%). No caminho contrário, houve queda nos negócios de combustíveis e lubrificantes (-0,2%) e de tecidos, vestuário, calçados e acessórios (-0,2%).

Na comparação com outubro de 2009, o crescimento do varejo foi puxado pelo segmento de material de construção (alta de 17,8%), seguido pelos ramos de móveis, eletroeletrônicos e informática (elevação de 11,8%) e de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas (7,9%).

O varejo como um todo encerrou o período de janeiro a outubro de 2010 com uma expansão de 9,9% frente ao mesmo período de 2009. Os segmentos de material de construção e de móveis, eletroeletrônicos e informática aparecem na dianteira desse avanço.

O Indicador de Atividade do Comércio é construído exclusivamente pelo volume de consultas mensais realizadas por estabelecimentos comerciais na base de dados da Serasa Experian, com cerca de 6.000 empresas comerciais.

Fonte: R7, www.r7.com