Anac libera uso de celular em voos da companhia TAM

Anac libera uso de celular em voos da companhia TAM

Companhia aérea aguarda agora certificação operacional da Anatel.

Passageiros da companhia aérea TAM poderão utilizar celular durante alguns voos, divulgou nesta sexta-feira a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Agora, a empresa depende da certificação operacional da Anatel. Atualmente, só é permitido usar aparelhos celulares enquanto a aeronave estiver no chão e com as portas abertas.

A companhia entrou com o pedido há mais de um ano junto com a fabricante de aeronaves Airbus. Inicialmente, a TAM pretende instalar o sistema em três aviões que farão voos domésticos, para testar o serviço e sua aprovação entre os passageiros.

A TAM firmou parceria com a OnAir, empresa que fornece sistemas para uso de celulares em aeronaves, se tornando a primeira linha área das Américas a disponibilizar essa facilidade.

Acesso à internet

O mecanismo desenvolvido pela OnAir permite que até 12 passageiros utilizem celulares para ligação ao mesmo tempo. Para envio de mensagens de texto (SMS), não há restrições. Como smartphones também funcionarão a bordo, os passageiros poderão acessar e-mails e navegar na internet.

As aeronaves da Airbus foram testadas por meio de uma proposta de ensaio definida pela European Aviation Safety Agency (EASA), autoridade de certificação européia, além de outros testes propostos pela Anac. Os principais exames realizados foram os de interferência eletromagnética e modos de falha do sistema.

Segundo a companhia aérea, o mecanismo garante total segurança aos passageiros, pois impede que o sinal dos celulares cause interferência nos comandos da aeronave.

Durante decolagens e pousos, os passageiros deverão desligar seus aparelhos eletrônicos. De acordo com a companhia, o sistema passa a fornecer sinal sem interferência quando o avião atingir 3 mil metros de altitude.

A Anac ressalta que o uso de celular a bordo de aeronaves não preparadas ainda não está autorizado. De acordo com a assessoria da agência reguladora, não houve pedido de liberação de uso de celular por outras empresas aéreas.

Fonte: g1, www.g1.com.br